REDES SOCIAIS

33°C

5G começa a operar nesta sexta-feira em Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre, diz Anatel

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A quinta geração de internet móvel ? o “5G puro”? será ativada na próxima sexta-feira (29) em Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre, afirmou nesta segunda-feira (25) ao g1 o conselheiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Moreira.

A primeira cidade do país a contar com o 5G puro (standalone, no nome técnico), oferecido na faixa de 3,5 gigahertz, que oferece a maior velocidade, foi Brasília. Até o fim de setembro, a previsão é que todas as capitais tenham o sinal ativado.

Moreira preside e coordena o Gaispi, grupo criado pela Anatel para cuidar da implantação da internet 5G no país na faixa de 3,5 gigahertz. Também compõem o grupo as operadoras vencedoras da faixa leiloada e o Ministério das Comunicações.

Ao g1, o conselheiro explicou que vai convocar para a próxima quarta-feira (27) uma reunião extraordinária do Gaispi para formalizar a autorização para ativação do 5G em Belo Horizonte, João Pessoa e Porto Alegre.

Segundo Moreira, a Siga Antenado, entidade criada pelas operadoras Claro, TIM e Vivo, vencedoras da faixa de 3,5GHz do leilão do 5G, já concluiu a instalação de torres e de filtros para evitar interferência nessas três capitais.

Testes começaram a ser feitos nesta segunda-feira (25) e, segundo o conselheiro, não foi identificado nenhum impeditivo para a ativação do sinal nessas três capitais.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Prazos

Inicialmente, todas as capitais deveriam ter o 5G funcionando até 31 de julho, mas, devido a dificuldades logísticas para importação de equipamentos, o prazo foi estendido para 29 de setembro.

Para as demais cidades do país, o sinal do 5G puro deve chegar gradualmente, até 2029.

O 5G oferecido hoje por algumas operadoras utiliza frequências de 4G e antenas 5G, ou seja, não é o 5G puro. Por isso, não é tão rápido quanto será a nova tecnologia.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS