REDES SOCIAIS

35°C

A pedido da PF, conta de Janja no Twitter é bloqueada após invasão hacker

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A conta no Twitter da primeira-dama, Janja Lula da Silva, foi bloqueada após ser hackeada na noite desta segunda-feira (11). Segundo o diretor-geral da Polícia Federal (PF), Andrei Passos, o bloqueio foi feito a pedido da instituição, que já está investigando o caso.

A conta da primeira-dama foi invadida por volta das 21h30. Depois disso, o hacker fez publicações ofensivas contra Janja, o presidente Lula e o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal.

A conta de Janja no Twitter tem mais de 1 milhão de seguidores. Por volta das 22h45, o perfil da primeira-dama continuava no ar. No entanto, todas as publicações haviam sido removidas.

Procurado pelo blog, o diretor-geral afirmou que o perfil teve o acesso bloqueado e deve ser desativado em breve, após a preservação dos dados.

Andrei Passos disse ainda que a PF já está atuando no caso e que uma investigação preliminar está em curso. O inquérito deve ser aberto em breve, segundo o diretor-geral.

A assessoria da primeira-dama informou que entrou em contato com a PF e que também acionou o Twitter.

O ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta, afirmou que os responsáveis serão identificados e não ficarão impunes.

“Os covardes que compartilham e comentam destilando seu ódio, preconceito e violência também serão identificados”, publicou Pimenta no Twitter.

A Secom também emitiu uma nota repudiando a invasão. A secretaria afirmou que todas as medidas cabíveis estão sendo tomadas.

“Não serão tolerados crimes, discursos misóginos, o ódio e a intolerância nas redes sociais”, diz a nota.

VÍDEOS: tudo sobre política

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS