REDES SOCIAIS

28°C

Além do projeto eleitoral, Moro planeja fundar em São Paulo instituto de combate à corrupção

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Em paralelo ao projeto eleitoral de tentar uma cadeira ao Senado pelo estado de São Paulo, o ex-ministro da Justiça e ex-juiz Sergio Moro já confidenciou a interlocutores a intenção de fundar um instituto de combate à corrupção.

A ideia é que a sede do instituto funcione em São Paulo, onde estão localizadas as maiores empresas do país. O mote ?Faça a coisa certa? será o principal conceito do futuro instituto.

Embora aponte retrocesso no enfrentamento da corrupção na classe política, Moro diz que a Operação Lava Jato resultou em um “salto institucional” para empresas, que passaram a adotar regras rígidas de compliance. Ele tem argumentado que é preciso reforçar esse conceito para que a cultura da corrupção seja enfrentada em várias frentes.

O ex-ministro atuou em várias ações da Lava Jato, que investigou um esquema bilionário de desvio e lavagem de dinheiro envolvendo a Petrobras. Ele era juiz titular da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba, especializada em crimes financeiros e de lavagem de ativos, na qual tramitou grande parte das investigações.

Nesta terça-feira, durante o lançamento da pré-candidatura a presidente de Luciano Bivar pelo União Brasil, Moro, que é filiado ao partido, foi questionado se tentará a vaga ao Senado ou disputará o governo de São Paulo.

“Ainda estou tomando minha decisão. Fico feliz por ser lembrado para disputar diversos cargos. Isso revela força eleitoral. É claro que essas decisões têm que ser muito ponderadas. Não só individualmente, como dentro do partido”.

Segundo ele, a decisão será tomada até o prazo-limite das convenções partidárias (entre 20 de julho e 5 de agosto) que escolherão os candidatos.

VÍDEOS: comentários de Gerson Camarotti

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS