REDES SOCIAIS

14°C

Aliado, Botelho critica postura de Mendes e diz que partido “está uma confusão”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Aliado e colega de partido do governador Mauro Mendes (União Brasil), o presidente da Assembleia Legislativa Eduardo Botelho (União Brasil) não poupou críticas à postura de Mendes no que diz respeito as definições em torno do processo eleitoral deste ano.

Mendes – que já sugeriu um palanque aberto ao Senado, com todos os candidatos lhe apoiando – até o momento não saiu à público para dizer quem será seu escolhido ao Senado.

Questionado sobre as definições, Botelho disparou: “No momento, está assim, uma confusão. Conversa para um lado, conversa para o outro, é palanque aberto, palanque fechado, todos os senadores no palanque do governador, aí já não é mais. Nós estamos assim”.

Botelho deixou claro, inclusive, que nunca foi a favor de postergar a decisão para o prazo final das convenções partidárias – 5 de agosto.

“Já era pra ter definido. Isso [candidato ao Senado] já deveria ter sido discutido antes. Eu sou a favor que se defina. O governador tem um candidato a senador, agora, se ele não for coligar com ninguém, tudo bem. Que fiquem os três, não tem problema nenhum. Mas se tiver uma coligação, não tem sentido ter outros no palanque onde ele está coligado com um candidato”.

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS