REDES SOCIAIS

12°C

Aliados de Bolsonaro veem Lula como ‘maior cabo eleitoral’ do presidente nas eleições

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Integrantes da campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL) disseram ao blog que veem o ex-presidente Lula (PT) como “maior cabo eleitoral” do atual presidente.

A avaliação foi feita após a revista “Time”, dos Estados Unidos, publicar uma entrevista com Lula. Na entrevista, Lula afirmou que o presidente ucraniano Volodymyr Zelenski é “tão responsável” quanto o presidente russo Vladimir Putin pela guerra na região.

Como mostrou o blog, a declaração de Lula foi criticada até por aliados do petista, que dizem ver Lulaabusando do direito de errar“.

Na avaliação desses aliados de Lula, o petista tem errado seguidamente e já não é mais o mesmo de 2002, quando ganhou a eleição presidencial pela primeira vez.

Já na avaliação dos integrantes da campanha de Bolsonaro, além desses erros, a imagem de Lula deve se desgastar pela associação dele com petistas envolvidos nos escândalos do “mensalão” e do “petrolão”.

Para a equipe de Bolsonaro, até junho o presidente da República estará empatado com o petista, podendo aparecer numericamente à frente. Esse cenário preocupa os petistas, que até pouco tempo nutriam a expectativa de ganhar a eleição ainda no primeiro turno.

Pesquisa Datafolha divulgada em dezembro do ano passado mostrava Lula com 48% das intenções de voto e Bolsonaro com 22%. Na pesquisa Datafolha de março, Lula caiu para 43%, e Bolsonaro subiu para 26%.

Crise na comunicação de Lula

Por sinal, há uma crise na comunicação da campanha de Lula.

Aliados do petista atribuem aos responsáveis pela área, comandada pelo ex-ministro Franklin Martins, alguns dos erros cometidos pelo ex-presidente nas últimas semanas.

Segundo esses aliados, Lula não está sendo preparado para entrevistas e discursos, falando sem uma estratégia definida a partir da leitura das pesquisas realizadas pelo próprio partido.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, já prometeu definir as funções de cada setor da campanha depois deste fim de semana, quando será lançada oficialmente a pré-candidatura de Lula à Presidência da República. Nos bastidores, é dada como certa a saída de Franklin Martins da área, que vem sendo criticado por petistas. No lugar dele, pode assumir o deputado Rui Falcão (PT-SP).

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS