REDES SOCIAIS

33°C

Após expor contradição de Mendes, Emanuel diz que ministros ficarão “horrorizados” com abandono de obra

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Após expor as contradições do governador Mauro Mendes (União Brasil) – que passou de defensor do VLT a um crítico do modal – o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) disse ter a certeza de que ministros do TCU ficarão “horrorizados” com o abandono da obra na Capital em Várzea Grande.


Na última semana, o ministro Aroldo Cedraz, acatou pedido da prefeitura de Cuiabá e determinou a suspensão do processo de substituição do VLT pelo BRT, apontando, entre outros pontos, a inexistência de Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental da obra.


“Protocolamos no TCU um pedido de inspeção in loco na obra. Quando os ministros e técnicos verem os canteiros arrebentados, trilhos largados, os 34 vagões abandonados junto com os milhões de equipamentos, tenho certeza que vão ficar horrorizados e darão razão ao que era um grito vazio no deserto do prefeito de Cuiabá”, disse Emanuel.


Vale lembrar que a solução para a obra do VLT era uma promessa de campanha do atual governador, que está prestes a concluir o mandato, sem qualquer desfecho para a questão.

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS