REDES SOCIAIS

19°C

Após guerra interna na Petrobras, ala do governo defende reformulação na estatal, com Mercadante no comando

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Depois da deflagração de uma guerra entre conselheiros da Petrobras neste domingo (7), e das pressões sobre o presidente da petroleira, Jean Paul Prates, uma ala do governo passou a defender uma reformulação total do Conselho de Administração da empresa, com Aloizio Mercadante assumindo o comando, para ser a voz do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na estatal.

A proposta é fazer uma mudança completa nos conselheiros indicados pelo governo, que poderia atingir também alguns minoritários.

A ideia tem o apoio de Mercadante e do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e teria como premissa profissionalizar o Conselho de Administração da Petrobras para decidir os investimentos da empresa.

LEIA TAMBÉM:

Neste domingo, o atual presidente do colegiado, Pietro Mendes, entrou em atrito com o conselheiro representante de minoritários Marcelo Gasparino, por conta de uma entrevista que ele concedeu à colunista Malu Gaspar, do jornal “O Globo”.

À publicação, Marcelo Gasparino colocou em dúvida se os indicados pelo governo defendem interesses políticos ou da estatal.

Pietro Mendes reclamou, em um grupo de mensagens dos conselheiros, das declarações de Gasparino, e pediu que ele desse esclarecimentos e apresentasse provas de que os membros do governo no CA tomam decisões políticas, e não técnicas, prejudicando a saúde financeira da Petrobras.

Gasparino rebateu e disse que o caso deveria ser investigado pela Comissão de Valores Mobiliários. Pietro Mendes pediu a abertura de apuração nos comitês de pessoa e auditorias estatutárias sobre a entrevista de Marcelo Gasparino.

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Nesta segunda-feira (8), Lula vai se reunir com sua equipe para decidir o futuro da empresa: se Jean Paul Prates segue no comando da Petrobras, e se a solução pode ser a indicação do presidente do BNDES, Aloizio Mercadante, para a presidência do Conselho de Administração.

A estatal tem reunião no dia 25 de abril para definir os novos conselheiros da petroleira.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS