REDES SOCIAIS

23°C

Assis diz que Dino tem ações antidemocráticas, relembra ?Dama do Tráfico? e vê com preocupação indicação de cargo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O deputado federal Coronel Assis (União Brasil) disse que analisa com preocupação a indicação do ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, ao cargo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), feita pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Em entrevista à imprensa, Assis disse que todos enxergam em Dino uma pessoa “anti-democrática”, por não ir até as convocações para que compareça ao Congresso Nacional e lembrou do episódio “Dama do Tráfico”, quando Luciane Barbosa, teve uma viagem para Brasília, custeada com recursos do Ministério de Direitos Humanos e Cidadania (MDHC) do governo Lula.

“O ministro Dino comete inúmeras ações antidemocráticas, um ministro de Estado não se faz presente as convocações do Senado Federal e encaminha ofícios ao presidente da Casa, demonstra que é uma atitude antidemocrática é complicado um ministro que esteve envolvido com a Dama do Tráfico e ele dizer que não sabia. É um direito do presidente indicar, mas a personalidade do ministro não seria a mais adequada no momento”, disse Assis.

Sabatina no Senado

Na próxima quarta-feira 13, Flávio Dino e o procurador Paulo Gonet, também indicado pelo presidente Lula, mas para a Procuradoria Geral da República (PGR), devem ser sabatinados na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, com análise prevista para a própria quarta ou para quinta-feira, 14.

O presidente Lula decidiu por Dino para ocupar a cadeira que era da então ministra Rosa Weber, que se aposentou este ano. O anúncio acontece em 27 de novembro, antes da viagem do presidente a Arábia Saudita.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS