REDES SOCIAIS

35°C

Bancada evangélica se reúne com Haddad após Receita anular isenção para líderes religiosos

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Integrantes da bancada evangélica da Câmara dos Deputados se reúnem na manhã desta sexta-feira (19) com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. O encontro acontece depois de a Receita Federal anular a isenção tributária a líderes religiosos.

A decisão foi publicada na quarta-feira (17) pelo secretário especial da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, e segue recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Com a mudança, as verbas recebidas pelos pastores e líderes religiosos pelo tempo dedicado às igrejas passam a ser consideradas como remuneração e, portanto, tributadas.

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Já a norma suspensa havia sido assinada às vésperas da eleição de 2022, pelo então secretário da Receita no governo de Jair Bolsonaro (PL), Júlio César Vieira Gomes.

Gomes é investigado por tentar liberar as joias recebidas pelo ex-presidente e que ele tentou incorporar ao seu patrimônio.

Segundo o colunista do g1 Octávio Guedes, a isenção a pastores e líderes religiosos soma impacto de quase R$ 300 milhões aos cofres públicos, uma vez que o dinheiro deixou de ser arrecadado.

Um relatório do TCU mostra que há 26 processos administrativos e um judicial questionando a tributação, o que deixa as cobranças suspensas durante a tramitação.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS