REDES SOCIAIS

28°C

Bolsonarista, Galvan lembra ligação de Wellington com a esquerda

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

 

O candidato a Senado Antonio Galvan (PTB) criticou a ligação do senador Wellington Fagundes (PL) com a esquerda e lembrou que seu atual segundo suplente, Manuel Motta, é filiado ao PCdoB. No lançamento de sua candidatura, nessa quinta-feira (18), em Sinop, Galvan afirmou que o presidente Jair Bolsonaro precisa de pessoas comprometidas de verdade com as bandeiras conservadoras no Senado da República. 

“Quero lembrar que esse cidadão [Wellington] que se diz Bolsonarista, mas nunca vi uma única vez se manifestar na tribuna em defesa do nosso presidente e denunciar os abusos de alguns ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), disse Galvan.

Ainda no discurso, Galvan lembrou que Wellington Fagundes apoiou os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, ambos do PT, e na eleição de 2018 ele fez campanha para o Fernando Haddad (PT) para presidente. 

“Wellington trabalhou junto com Lula na eleição e na reeleição e também trabalhou junto com Dilma na eleição e na reeleição. Em 2018, fez campanha contra Bolsonaro. Apoiou o Haddad do PT”, frisou Galvan.

O candidato a senador também citou ainda que seu rival estava até pouco tempo atrás com alianças com partidos de extrema esquerda e por isso não deve se dizer bolsonarista. Além disso, está em uma coligação com o PSB que apoia Lula para presidente. 

“Em 2018 juntou com o PCdoB, juntou com o PT e juntou com PV e pediu voto pro Haddad pra presidente. Agora esta coligado com o PSB. Será que é esse cidadão que representa Bolsonaro e a direita?”, questionou Galvan.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS