REDES SOCIAIS

18°C

Cartão corporativo: Bolsonaro gastou R$ 55,5 mil em padaria no Rio um dia após casamento de Eduardo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O então presidente Jair Bolsonaro usou o cartão corporativo do governo para uma compra de R$ 55,2 mil em uma padaria do Rio de Janeiro, em maio de 2019 ? um dia após o casamento do filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP), na capital fluminense.

A transação consta no detalhamento do uso dos cartões corporativos da Presidência da República, obtido pela agência de dados públicos Fiquem Sabendo e divulgado posteriormente no site da Secretaria-Geral da Presidência.

O material divulgado indica apenas que os R$ 55,2 mil foram pagos em uma única transação à padaria, que fica em Copacabana. A nota fiscal, com o detalhamento do que foi comprado, não está disponível.

O g1 tenta contato com o ex-presidente ? que, desde 30 de dezembro, está nos Estados Unidos e sem assessoria de imprensa constituída no Brasil.

Eduardo Bolsonaro se casou com a psicóloga Heloisa Wolf em uma cerimônia para cerca de 150 convidados em 25 de maio de 2019, no Rio de Janeiro.

O pai de Eduardo, Jair Bolsonaro, e os irmãos Flávio (senador) e Carlos (vereador pelo Rio) estavam presentes ? assim como a então primeira-dama Michelle Bolsonaro, madrasta do noivo.

A padaria Santa Marta, escolhida por Jair Bolsonaro para a despesa de R$ 55,2 mil, tem 12 unidades espalhadas pelo Rio.

Os cartões corporativos são usados pelo presidente da República e por assessores do gabinete ? as faturas são pagas com dinheiro público e compõem os gastos da presidência.

Em quatro anos, a gestão Jair Bolsonaro gastou pelo menos R$ 27,6 milhões nesses cartões. O valor inclui gastos com deslocamento, alimentação e hospedagem das equipes em viagens internacionais, por exemplo.

O CPF registrado nas transações geralmente é de algum assessor, mas as compras são ordenadas pelo presidente ou definidas pela equipe para atender o presidente.

Gastos aos fins de semana

A marca foi o destino preferido do ex-presidente para comer aos fins de semana. Em quatro anos, a Santa Marta recebeu R$ 207,8 mil só em gastos no cartão corporativo.

O g1 mostrou neste domingo (15) que em, média, Jair Bolsonaro gastou R$ 6.243,29 nos cartões corporativos da Presidência da República, só com alimentação, em cada fim de semana dos quatro anos de mandato.

Outro destaque fica para a Lanchonete Tony e Thaís, na Zona Sul de São Paulo. O cartão corporativo foi usado 19 vezes ao longo dos quatros anos, totalizando R$ 106.080,00. Em média, o governo gastou R$ 5.583,16 a cada ida à lanchonete.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS