REDES SOCIAIS

18°C

Chuvas no litoral de SP: Lula prega união e fala em construir casas para famílias atingidas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pregou nesta segunda-feira (20) união e ação conjunta entre governos federal, estadual e municipais para o enfrentamento dos desastres provocados pelas fortes chuvas no Litoral Norte de São Paulo.

Ele também falou em construir casas, em “terrenos seguros”, para famílias que foram prejudicadas pelas tempestades na região.

Antes de dar as declarações, o petista sobrevoou áreas atingidas pelos temporais. Ele também se reuniu com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), para tratar da situação. Vários ministros participaram da audiência.

Pelo menos 36 pessoas morreram após as fortes chuvas na região ? 35 vítimas em São Sebastião e uma em Ubatuba.

Equipes de resgate seguem as buscas por soterrados em São Sebastião. Ao menos, 40 pessoas estão desaparecidas.

“Você, [prefeito Felipe Augusto], só tem que arrumar um terreno mais seguro para que a gente possa [dizer] pras pessoas: ‘Vocês vão voltar a ter o ninho de vocês pra cuidar da família de vocês'”, declarou Lula.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Lula pediu orações pelas vítimas e para que as chuvas diminuam na região. “Eu acho que uma boa reza com muita fé sempre ajuda a gente conquistar aquilo que a gente quer”, declarou.

Ele também destacou o trabalho conjunto do governo federal, com os governos estadual e local.

“Eu queria mostrar pra vocês uma cena que vocês não viam no Brasil: um governador, um presidente e um prefeito, sentados na mesa, em função de uma coisa comum que atinge a todos nós”, disse.

Ações

Lula viajou da Bahia para São Paulo nesta segunda-feira. Ele estava no litoral baiano, onde passava o feriado de Carnaval.

Neste domingo, em uma rede social, ele anunciou que viajaria ao Litoral Norte de SP para acompanhar os trabalhos de enfrentamento à tragédia provocada pelas chuvas.

Segundo informou a Defesa Civil, o volume de chuva nas últimas 24 horas superou o esperado para todo o mês de fevereiro em três cidades do Litoral Norte.

O governo federal já anunciou o envio de agentes da Defesa Civil Nacional para ajudar na assistência das vítimas e no apoio às áreas afetadas.

Além disso, no domingo, reconheceu a situação de calamidade na cidade de São Sebastião, medida que facilita o envio de verbas e suporte federais para o local.

Nesta segunda-feira, o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, anunciou a ampliação do estado de calamidade pública para mais cinco municípios do litoral Norte de São Paulo:

  1. Guarujá
  2. Bertioga
  3. Caraguatatuba
  4. Ilhabela
  5. Ubatuba

O ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio França, informou neste domingo que vai liberar R$ 2 milhões para ações em cidade atingidas por temporais em São Paulo. Os recursos, segundo o ministro, sairão da Autoridade Portuária de Santos, a administradora do Porto de Santos, uma estatal federal

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS