REDES SOCIAIS

18°C

Ciro no g1 – trecho: ‘Quero criar uma carreira de estado para os profissionais de saúde’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Ciro Gomes, pré-candidato do PDT à Presidência da República nas eleições de outubro, propõe criar uma “carreira de estado” para os médicos brasileiros. Segundo a proposta, os profissionais fariam um estágio, ainda durante a formação, para atuar obrigatoriamente nas cidades em que estudam.

Segundo o pedetista, criar esse estágio anterior às especializações está dentro de uma carreira projetada por ele para os médicos e fortaleceria a medicina de família, formando profissionais generalistas e atendendo, segundo Ciro, 80% das demandas de saúde do país.

?É por isso que eu quero criar uma carreira de estado para que os profissionais de saúde sejam alocados onde eles estão, a formação não seja uma rendição ao corporativismo?, disse.

Ciro também criticou a escolha dos médicos cubanos, como feito pelo PT com o programa Mais Médicos e disse que o debate sobre o assunto está “estrangulado”. “Esses são os limites conceituais de um debate estrangulado. Eu pretendo meter a mão nisso daí”.

O pedetista deu a declaração nesta segunda-feira (13), na primeira da série de entrevistas comandada por Renata Lo Prete, apresentadora do podcast “O Assunto”, com pré-candidatos à Presidência da República. A conversa foi transmitida ao vivo direto do estúdio do g1, em São Paulo.

Próximos entrevistados

Os próximos entrevistados serão Simone Tebet (MDB), em 20 de junho, às 15h; e André Janones (Avante), em 11 de julho, também às 15h. Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL) também foram convidados, mas não confirmaram presença até 3 de junho, prazo estipulado em reunião de 31 de maio com representantes dos partidos na qual foram informadas regras e datas para a realização da série.

Todas as entrevistas ficarão disponíveis na íntegra, em vídeo e em áudio, como episódio especial de “O Assunto”. O g1 convidou para as entrevistas os cinco primeiros colocados na pesquisa Datafolha divulgada em 26 de maio.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS