REDES SOCIAIS

18°C

Com ‘indisposição gástrica’, Dino acompanha sessão do STF de forma remota

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O ministro Flávio Dino, do Supremo Tribunal Federal, acompanhou a sessão da Corte desta quarta-feira (10) de forma remota em razão de uma “indisposição gástrica”.

De acordo com boletim médico divulgado pelo Hospital UDI, em São Luís (MA), nesta terça-feira (9) o magistrado deu entrada na unidade para realização de exames de rotina após o desconforto gástrico.

Conforme avaliação médica, os exames estão “normais” e Dino foi liberado para “repouso domiciliar”.

A assessoria de imprensa de Dino afirmou que o magistrado acompanha a sessão do STF virtualmente e poderá votar nos julgamentos em andamento.

Quem falou primeiro foi o decano, Gilmar Mendes, ministro há mais tempo no tribunal. Ele disse que as redes ainda têm servido de ambiente para ataques de pessoas inconformadas com o fato de a democracia prevalecer no país.

Moraes, um dos polos neste embate, afirmou que “pessoas de bem sabem que liberdade de expressão não é liberdade de agressão, de misoginia e de defesa da tirania”.

Nota

Leia a íntegra da nota divulgada pelo Hospital UDI de São Luís sobre o estado de saúde de Flávio Dino:

Nota à Imprensa

São Luís, 09 de abril de 2024 – O Sr. Flávio Dino de Castro e Costa deu entrada no Hospital UDI, em São Luís, no dia 9 de abril para realização de exames de rotina após uma indisposição gástrica. Os exames se mostraram normais e ele foi liberado para repouso domiciliar.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS