REDES SOCIAIS

33°C

Com tosse e voz rouca, Lula participa de evento virtual em isolamento domiciliar por Covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) participou virtualmente de um evento para promover candidatos negros nas eleições nesta segunda-feira (6). Em isolamento domiciliar após ter sido diagnosticado com Covid-19 no domingo (5), Lula teve o discurso transmitido ao vivo em um telão na Ocupação Nove de Julho, na região central de São Paulo, no começo da noite desta segunda.

A tosse interrompeu a fala do ex-presidente em algumas ocasiões. O petista disse que, por estar com Covid-19, está “tirando uns dias” para se cuidar.

Em nota divulgada no domingo, a assessoria de Lula chegou a informar que a participação do ex-presidente nas agendas de segunda-feira (6) seria cancelada, mas o ex-presidente realizou o discurso de casa.

No mesmo comunicado, a assessoria informou ainda que tanto Lula quanto Janja, sua esposa, que também está com Covid, “estão bem, o ex-presidente assintomático e Janja com sintomas leves”, e que eles “ficarão em isolamento e acompanhamento médico nos próximos dias”.

Com gritos de ?olê olê olá, Lula, Lula? vindos da plateia, predominantemente negra, o pré-candidato começou seu discurso celebrando o legado do PT e listou conquistas da população negra durante os governos do partido, como o aumento do percentual de pretos e pardos nas universidades públicas.

?O PT tem um legado que, se não for o maior legado que nós poderíamos fazer, é um legado que foi construído a partir da capacidade de luta do movimento negro brasileiro?, disse Lula durante o lançamento do projeto Quilombo nos Parlamentos.

Discurso de Lula

Com discurso focado em exaltar as conquistas do movimento negro, Lula trouxe números para falar das mudanças vividas pela população preta e parda nos últimos anos.

Além disso, o ex-presidente também elogiou a organização da Coalizão Negra por Direitos para promover candidatos às casas legislativas.

?Bendito o momento em que vocês decidiram entrar na política. Bendito o momento em que vocês decidiram se organizar e construir uma plataforma a partir do dia-a-dia da vida de vocês?, afirmou Lula.

?Em 1978, quando eu fui à Brasília para reivindicar algumas coisas, quando eu cheguei lá, eu descobri que só tinha dois deputados operários. Eu fiquei pensando como eu sou babaca, como eu posso querer que o Congresso vote coisa pelo trabalhador se lá não tem trabalhador??, perguntou.

O petista também declarou que o Brasil precisa “ser resultado da nossa cor”.

?O nosso país tem que ser resultado da nossa cor, e os negros e as negras do país não são a minoria, são a maioria. Lamentavelmente o povo foi reduzido a ser tratado como se fosse de segunda classe?, disse.

?Eu que estou com Covid agora, que estou tirando uns dias agora para me cuidar, eu queria dizer para vocês parabéns. Que Deus abençoe a cada um de vocês. Não tenham medo de falar?, completou.

Projeto Quilombo nos Parlamentos

O evento do qual Lula participou faz parte de uma iniciativa para aumentar a representatividade negra na Câmara dos Deputados e nas assembleias legislativas estaduais, e vai apoiar mais de 100 pré-candidaturas.

Atualmente, apenas 5% dos deputados federais brasileiros se identificam como pretos. Outros 20 % se denominam pardos. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE), 9,4% da população brasileira se declara preta, e 46,8% se identifica como parda.

O projeto Quilombo nos Parlamentos, criado pela Coalizão Negra por Direitos, reúne lideranças negras dos partidos PT, PSOL, PCdoB, PSB, PDT e Rede. A inciativa tem como objetivo apoiar 100 pré-candidaturas, sendo 30 à Câmara dos Deputados e o restante às Assembleias Legislativas do Distrito Federal e dos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Durante o evento de lançamento do projeto, na Ocupação 9 de Julho, no Centro de São Paulo, discursaram lideranças do movimento negro e políticos dos partidos que compõem a aliança.

Além disso, pré-candidatos apoiados pela coalizão também falaram sobre os desafios que enfrentam em suas candidaturas e sobre a importância da iniciativa.

VÍDEOS: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS