REDES SOCIAIS

23°C

Datafolha: 72% discordam que sociedade seria mais segura se pessoas andassem armadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Pesquisa do instituto Datafolha divulgada nesta terça-feira (31) pelo jornal “Folha de S. Paulo” aponta que 7 em cada 10 brasileiros negam a ideia de que armas trazem mais segurança para a população. Questionados se “a sociedade brasileira seria mais segura se as pessoas andassem armadas para se proteger da violência”, 72% dos entrevistados discordaram da afirmação. Os que concordam com a ideia são 26%.

A sociedade seria mais segura se as pessoas andassem armadas para se proteger da violência?

  • Concorda: 26%
  • Não concorda nem discorda: 1%
  • Discorda: 72%
  • Não sabe: 1%

O percentual que discorda da afirmação é maior entre mulheres (78%), pessoas que se autodeclaram pretas (78%) e com menor faixa de renda, de até dois salários mínimos (75%).

Entre os que concordam com a ideia estão os entrevistados com sexo masculino (32%), da região Norte (32%) e com renda familiar de mais de dez salários mínimos (37%).

Veja mais dados da pesquisa:

O Datafolha também apontou que 71% dos entrevistados discorda da ideia de que é preciso facilitar o acesso de pessoas às armas, enquanto 28% concordam com o pensamento e 1% não soube responder.

É preciso facilitar o acesso de pessoas às armas?

  • Concorda: 28%
  • Não concorda nem discorda: 0%
  • Discorda: 71%
  • Não sabe: 1%

A proporção dos que discordam com a afirmação é maior entre mulheres (77%), pessoas que se autodeclaram pretas (78%) e jovens de 16 a 24 anos (75%). Os que mais concordam com a afirmação são homens (35%), pessoas da região Norte (34%) e pessoas com renda superior a dez salários mínimos (37%).

O levantamento também questionou os entrevistados se “o povo armado jamais será escravizado”, frase que o presidente Jair Bolsonaro (PL) já usou para defender o armamento da população. A maioria das respostas (69%) discordou da afirmação e 28% disseram concordar. Os que não sabem são 3% e os que não concordam nem discordam 1%.

A proporção que discorda com a afirmação é maior entre mulheres (73%), pessoas que moram no Sudeste (73%) e pessoas que se autodeclaram pretas (73%).

Os que mais concordam são brasileiros do Norte do país (40%), pessoas com renda superior a dez salários mínimos (41%) e empresários (52%).

O povo armado jamais será escravizado?

  • Concorda: 28%
  • Não concorda nem discorda: 1%
  • Discorda: 69%
  • Não sabe: 3%

A pesquisa ouviu 2.556 pessoas entre os dias 25 e 26 de maio em 181 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS