REDES SOCIAIS

24°C

Democracia Cristã oficializa a sexta candidatura de Eymael à Presidência da República em SP

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O partido Democracia Cristã (DC) oficializou nesta terça-feira (2), em convenção nacional na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), a candidatura de José Maria Eymael à Presidência da República. Ele irá concorrer pela sexta vez.

As convenções nacionais marcam a confirmação de um candidato. Conforme calendário fixado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o período vai de 20 de julho a 5 de agosto. Após a convenção, o partido fica apto a registrar a candidatura ? o prazo é o dia 15 de agosto. Dois candidatos já registraram as candidaturas: Sofia Manzano (PCB) e Pablo Marçal (Pros).

Conhecido pelo jingle “Ey, Ey, Eymael, um democrata cristão”, lançado em 1985, quando se candidatou à Prefeitura de São Paulo pela primeira vez, Eymael será recordista de participação em disputas presidenciais, ao lado de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com seis candidaturas.

?Com muita emoção digo que meu nome foi aprovado pelos convencionais como o próximo Presidente da República Federativa do Brasil”, afirmou o candidato.

“O compromisso central da Democracia Cristã, é o compromisso com os valores da família. Todos nós temos esse compromisso, olhar os brasileiros, cuidar dos brasileiros, cuidarmos um dos outros, é isso que a nação espera do próximo Presidente da República. O próximo presidente terá uma marca: essa marca é a Democracia Cristã”

O candidato rejeita os rótulos de direita, esquerda ou centro. Segundo ele, o partido DC tem um propósito de transformação da política e do Estado. A sigla tem como base o movimento democracia cristã, que defende a inclusão de princípios cristãos na política.

Trajetória política

Nascido em Porto Alegre, José Maria Eymael é formado em filosofia e direito. Ele começou sua carreira política em 1962, quando filiou-se ao Partido Democrata Cristão (PDC).

A primeira tentativa ao Planalto foi em 1998 pelo então PSDC. Ele tentou outras quatro vezes (2006, 2010, 2014 e 2018). O melhor desempenho foi obtido na primeira ? 171.827 votos.

Veja a trajetória política do candidato:

  • 1962: filiou-se ao Partido Democrata Cristão (PDC).
  • 1982: candidatou-se pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) ao cargo de deputado estadual por São Paulo, mas não foi eleito.
  • 1985: disputou a Prefeitura de São Paulo pelo PDC e ficou em nono lugar, com 4.187 votos. Foi nesta campanha que o jingle ?Ey, Ey, Eymael, um democrata cristão? foi lançado.
  • 1986: foi eleito deputado federal constituinte por São Paulo pelo PDC.
  • 1990: foi reeleito deputado federal constituinte por São Paulo.
  • 1992: tentou pela segunda vez o cargo de prefeito de São Paulo e ficou em quinto lugar, com 27.627 votos.
  • 1993: deixou o PDC após fusão do partido com o PDS.
  • 1995: fundou o Partido Social da Democracia Cristã (PSDC), que mudaria de nome em 2017 para Democracia Cristã.
  • 1998: concorreu pela primeira vez à Presidência da República;
  • 2006: disputou novamente eleições para presidente;
  • 2010: tentou pela terceira vez o cargo de presidente da República;
  • 2012: se candidatou a prefeito de São Paulo, mas perdeu o pleito;
  • 2014: disputou pela quarta vez a presidência da República;
  • 2018: disputou pela quinta vez a presidência da República;

Vídeos: Tudo sobre São Paulo e região Metropolitana

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS