REDES SOCIAIS

18°C

Demora no cadastro atrasa liberação do Aluguel Social para desabrigados no litoral de SP, diz ouvidor

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O ouvidor nacional do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, Bruno Renato Teixeira, reclamou nesta quinta-feira (23) da demora para ajudar as pessoas que estão em abrigos na região de São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo, que, segundo ele, já poderiam ter sido transferidas usando o Aluguel Social.

Teixeira, que está na região e acompanha tudo diretamente nos abrigos, relatou, em entrevista ao Conexao Globonews, que falta tudo, inclusive celeridade para emitir documentos — que as pessoas perderam junto com suas casas, nos deslizamentos em São Sebastião.

?Precisamos de documentação para que as pessoas acessem inclusive os benefícios do governo?, disse.

De acordo com o ouvidor nacional, para que isso aconteça é preciso que seja feito o cadastramento dos desabrigados e a emissão de documentos, ações que são de responsabilidade de autoridades locais, como a prefeitura de São Sebastião.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Ele também afirmou que está lenta a transferência das pessoas de abrigos temporárias para áreas de aluguel social.

?Estamos precisando da presença mais firme, mais presente, do Estado, nos abrigos. Precisamos que esses abrigos estejam minimamente geridos pelas instituições públicas e, com isso, garantir que a assistência chegue de forma continuada, mas, sobretudo, que a transferência desses abrigos provisórios para o Aluguel Social seja feita de forma mais rápida, mais célere?.

Segundo ele, com a chegada dos recursos do governo federal será possível contratar equipes volantes para reforçar e acelerar essas transferências.

O ministério também disponibilizou o Disque 100 para que as famílias consigam pedir ajuda e informações de pessoas que estão desaparecidas.

VÍDEOS: notícias de política

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS