REDES SOCIAIS

19°C

Dilmar não quer continuar no União Brasil e espera liberação

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

O ex-secretário geral do União Brasil, e, líder do governo de Mato Grosso na Assembleia Legislativa (ALMT), o deputado estadual Dilmar Dal Bosco revelou possuir interesse em deixar o União Brasil para se filiar e presidir do novo partido recém-criado PRD (Partido Renovação Democrática) em Mato Grosso.

Porém, antes de concluir sua mudança, Dilmar admitiu que precisará receber uma liberação da parte do governador Mauro Mendes, presidente do União em Mato Grosso e só depois planejar seu futuro.

“Não tenho condições políticas nenhuma de sair do partido, mas eu vejo que se tiver liberação e o entendimento do União para ajudar no crescimento do PRD assim o farei. Mais um desafio na vida para mostrar que tenho condições de fortalecer um partido mesmo começando agora”, afirmou nesta terça-feira (21).

O braço-direito de Mauro na Assembleia contou que recebeu o convite de egresso pelo próprio presidente nacional do PRD, Ovasco Resende. E agora com a criação do PRD aprovada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no início do mês, resultado da união entre o Patriota e o PTB, realizará um trabalho de crescimento, assim como fez quando houve a fusão que resultou no União Brasil.

“O Ovasco me convidou e nós conversamos, é um partido novo e preciso fazer parte para que o partido cresça. Nós temos hoje pelos dois partidos 39 vereadores, acredito que se entrar, produzir, trabalhar, agregar pessoas que estavam no União Brasil, podemos crescer o partido e ir de 39 para 150 e ter algum prefeito na eleição de 2024”, disse.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS