REDES SOCIAIS

17°C

É #FAKE que Lula tenha confirmado corte de R$ 10 bilhões no Bolsa Família

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Circula nas redes sociais um vídeo que relaciona um corte de R$ 10 bilhões no programa Bolsa Família ao atual mandato do presidente Lula. É #FAKE.

O título do vídeo com conteúdo falso aparece como: “Lula confirma o corte de R$ 10 bilhões no Bolsa Família e muito mais.” Então, Renata Vasconcellos, apresentadora do Jornal Nacional, diz: “Confirmou a proposta de cortar R$ 10 bilhões no programa Bolsa Família. Ele também propõe a redução de despesas obrigatórias e o remanejamento de 4 bilhões e 300 milhões de reais em gastos dos três poderes.”

A fake news distorce um trecho do Jornal Nacional no dia 11 de dezembro de 2015, durante o primeiro ano do segundo mandato da ex-presidente Dilma Rousseff, e não no terceiro governo do presidente Lula.

O trecho que viralizou omite a fala inteira de Renata Vasconcellos e não deixa claro de quem é a responsabilidade da proposta. A partir de uma busca pelo texto, foi possível encontrar uma reportagem do g1 de 2015 que contém o texto inteiro dito pela jornalista. Veja abaixo:

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

“O relator do Orçamento de 2016, o deputado Ricardo Barros do PP do Paraná, confirmou a proposta de cortar R$ 10 bilhões no programa Bolsa Família. Ele também propõe a redução de despesas obrigatórias e o remanejamento de R$ 4,3 bilhões em gastos dos três poderes.”

A iniciativa do corte não foi de Lula nem de Dilma. Em 2015, o deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) era o relator do Orçamento de 2016 no Congresso. Na época, ele apresentou a proposta de incluir um corte de R$ 10 bilhões do programa do Bolsa Família. Apesar de ter sido incluída em seu relatório final, a ideia foi derrubada pela Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO).

O Fato ou Fake procurou o governo Lula para questionar se atualmente houve redução de recursos destinados ao programa. Em resposta, o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome afirmou que até 4 de abril de 2024 não há indícios que haverá cortes no orçamento atual do Bolsa Família.

O ministério ainda afirmou: “Em relação ao orçamento do próximo ano, não há que se falar em cortes, uma vez que o processo de elaboração da proposta de Lei do Orçamento de 2025 ainda não se iniciou, devendo, no momento oportuno, ser submetido à aprovação do Congresso Nacional. Portanto é falsa a informação que circula nas redes sociais.”

Fato ou Fake Explica:

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS