REDES SOCIAIS

22°C

Edinho Silva diz que vai conciliar Prefeitura de Araraquara com coordenação da campanha de Lula

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O prefeito de Araraquara (SP), Edinho Silva (PT), disse que aceitou a coordenação da comunicação da campanha de Lula, na disputa pela presidência da República, com a condição de poder conciliar com a chefia do executivo. Ele disse ao g1, nesta quinta-feira (11), que vai atuar à distância, com reuniões online e ir a eventos aos fins de semana.

Silva contou que recebeu o convite para assumir a coordenação da comunicação, área mais importante da campanha, do próprio ex-presidente Lula. Rui Falcão, ex-presidente nacional do partido, vai dividir o comando com o prefeito.

“A pandemia nos ensinou algumas coisas boas, como as reuniões online. Então, eu acho que é super viável e possível conciliar as duas funções. Até por isso nós estamos em dois nessa tarefa. Só assumi com essa condição de conciliar [com a prefeitura]”, disse.

Ele explicou que está se organizando para estar presente em eventos em sábados e domingos, para não interferir na rotina na prefeitura. “Quando for necessário, como no lançamento da campanha no último sábado, quando eu estava presencial”, afirmou.

“Já nessa primeira semana de trabalho estamos encaminhando várias demandas com reunião online. E quando necessitar de uma presença física e eu não puder estar, o deputado Rui Falcão vai dividir essa tarefa”.

LEIA TAMBÉM:

Quem é Edinho Silva

Nascido em Pontes Gestal, região noroeste do estado de São Paulo, Édson Antônio da Silva tem 56 anos e é divorciado. É formado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Araraquara, com mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Fez sua carreira política em Araraquara. Filiado ao PT desde 1985, presidiu o partido no estado entre os anos de 2007 e 2011.

Foi eleito prefeito de Araraquara pela primeira vez em 2000, após exercer dois mandatos consecutivos de vereador (1992-1996 / 1997-2000), sendo reeleito em 2004.

Em 2010 foi eleito deputado estadual. Após ser tesoureiro da campanha à presidência de Dilma Roussef em 2014, foi nomeado ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

Em 2016 foi eleito prefeito de Araraquara pela terceira vez com 41.220 votos e, em 2020, reeleito, pela 4ª vez, com 46,09% dos votos válidos.

Em abril de 2017, Edinho foi citado nos pedidos de inquérito enviados pelo Supremo Tribunal Federal (STF) a instâncias judiciais inferiores, com base em delações de ex-executivos da Odebrecht. Segundo os delatores, ele teria atuado no repasse de contribuições indevidas de ‘caixa 2’ para campanhas de candidatos do partido.

Em setembro de 2019, a Justiça Eleitoral arquivou a investigação. No pedido de arquivamento, o Ministério Público Eleitoral (MPE) afirmou que as acusações dos delatores “não foram confirmadas por outras pessoas ou documentos”.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS