REDES SOCIAIS

35°C

Em debate, Bolsonaro diz que governo Lula foi o mais corrupto da história; petista acusa o presidente de destruir país

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

No primeiro debate das eleições de 2022, o presidente Jair Bolsonaro disse para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que o governo do petista foi o mais corrupto da história. Lula rebateu e acusou Bolsonaro de estar destruindo o país.

A interação entre os dois candidatos ocorreu no momento do debate em que candidatos formulavam perguntas para os adversários.

Debate

O evento, iniciado às 21h, foi organizado pelo grupo Bandeirantes, Folha de S. Paulo, Uol e TV Cultura.

Inicialmente, o sorteio havia definido que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente jair Bolsonaro (PL) ficariam lado a lado no estúdio. Mas, no início da noite deste domingo, a organização do evento mudou a posição dos dois. Lula e Bolsonaro são os mais bem colocados nas pesquisas de intenção de voto, respectivamente.

Também participam do debate os candidatos Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB), Felipe d’Avila(Novo) e Soraya Thronicke (União).

Pelas regras, definidas com as campanhas dos presidenciáveis, o debate será dividido em três blocos.

1º bloco

  • Candidatos responderão perguntas, feitas pela organização do debate, sobre temas de seus planos de governo
  • Em seguida, candidatos escolhem um adversário para fazer uma pergunta. Aquele que faz o questionamento terá direito a réplica. Cada um só faz uma pergunta e só pode ser escolhido uma vez

2º bloco

  • O bloco terá perguntas de seis jornalistas das empresas que organizam o debate. Cada jornalista escolhe um candidato para responder e outro para comentar a resposta

3º bloco

  • O bloco abre com mais uma rodada de perguntas e respostas entre os candidatos, com réplica para aquele que fizer o questionamento
  • Em seguida, eles respondem novas perguntas sobre planos de governo
  • O debate termina com as considerações finais de cada candidato

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS