REDES SOCIAIS

14°C

Emanuel critica equipe da Saúde: ?me fizeram passar vergonha?

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

Após a Polícia Federal realizar nesta segunda-feira (1°) o cumprimento de mandados judiciais de busca e apreensão na Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, no Hospital Municipal de Cuiabá e no Hospital São Benedito, o prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (MDB), criticou sua equipe da Saúde.

Ainda pela manhã, Emanuel explicou à imprensa que a Operação foi sucedida após a falta de envio de documentos solicitados pela PF.

“Eu vou chamar a atenção da minha equipe: como é que vocês me fazem passar essa vergonha toda? Essa pachorra toda? Precisava ter essa busca e apreensão? Eu sou totalmente favorável. Se eu soubesse disso, eu mesmo tinha pegado o documento, ido lá e entregado. Está certa a Polícia Federal. Tem que fazer isso mesmo”, disse.

Segundo o chefe da Alencastro, é obrigação da Secretaria fornecer qualquer dado solicitado pelos órgãos de controle.

“Pediu informações, principalmente para os órgãos de controle, para as instituições, é obrigação fornecer. Se é obrigação fornecer para o cidadão comum, você vai negar para os órgãos de controle? Documento requisitado, principalmente pelos órgãos de controle, tem que ser entregue imediatamente. Ponto a ponto. Apoio total. Apoio 100%.”

Em nota, a prefeitura de Cuiabá se manifestou sobre o caso.

Operação Cupincha

A primeira fase da operação foi desencadeada em outubro de 2021, quando houve o cumprimento de vários mandados judiciais, dentre eles a ordem de prisão preventiva contra o ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Célio Rodrigues da Silva.

A operação visou apurar um grupo empresarial, que fornece serviços à Secretaria Municipal de Saúde do Município e que recebeu, entre os anos de 2019 e 2021, mais de 100 milhões de reais, manteve-se à frente dos serviços públicos mediante o pagamento de vantagens indevidas, seja de forma direta ou por intermédio de empresas de consultoria, turismo ou até mesmo recém transformadas para o ramo da saúde.

Nota à Imprensa

Sobre ordens judiciais expedidas e cumpridas na manhã de hoje (1/8), a Empresa Cuiabana de Saúde Pública esclarece que:

-Na manhã de hoje (1), agentes da Polícia Federal cumpriram ordens judiciais de busca e apreensão de documentos perante à Diretoria Administrativa e Financeira (DAF) da ECSP (que funciona no Hospital Municipal de Cuiabá), no Hospital Municipal São Benedito. Uma equipe também se deslocou até a sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS);

– Mesmo diante da presença dos agentes, o atendimento nas unidades foi mantido, sem prejuízos aos cidadãos;

-A Empresa Cuiabana de Saúde Pública informa ainda que periodicamente realiza auditoria nos pagamentos efetuados às empresas terceirizadas, em atenção a premissa de transparência nos investimentos públicos;

– Reitera que permanece à disposição para o fornecimento de informações.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS