REDES SOCIAIS

22°C

Emanuel detona deputado e diz que ida ao TCU foi “ridícula e atabalhoada”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), classificou como “ridícula e atabalhoada” a presença do deputado federal Neri Geller (Progressistas) em uma comitiva de políticos de Mato Grosso que tentou, sem sucesso, reverter a decisão que paralisou as obras do BRT em Cuiabá e Várzea Grande.


Na última semana, o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Aroldo Cedraz, determinou a suspensão. Poucos dias depois, o governador Mauro Mendes (União Mendes), Neri e outros representantes do Estado tentaram demover o ministro de tal decisão.


Para Emanuel, ao agir desta forma, Neri e todos os demais estão promovendo um “boicote” à Capital e à população da cidade.


Em uma declaração à imprensa na tarde desta sexta-feira (13), o emedebista criticou a postura do deputado: “Neri está se distanciando de Cuiabá. A presença dele, ao lado do governador Mauro Mendes, de forma atabalhoada, de forma ridícula, o coloca a quilômetros de distância de mim”.


“E digo ridícula, porque ele não me consultou e o prefeito da Capital sou eu. Ele deveria consultar Cuiabá e não tentar boicotar a Capital. Ele é um pré-candidato ao Senado, coordenador da bancada de Mato Grosso, mas [nesta reunião com ministros do TCU] não fala em nome do deputado Emanuelzinho, do deputado José Medeiros com relação ao modal. Quem joga contra Cuiabá, joga contra Emanuel Pinheiro”, concluiu o prefeito.


Em tempo: Em decisão unânime dada nesta semana, o Pleno do TCU manteve a suspensão do BRT.

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS