REDES SOCIAIS

19°C

Encontro discreto e há 1 mês: como foi o convite de Lula a Magda Chambriard para a presidência da Petrobras

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Lula (PT) convidou a engenheira Magda Chambriard para a presidência da Petrobras em abril, durante um encontro discreto feito no Palácio da Alvorada. No entanto, a divulgação do nome dela para o comando da empresa ocorreu somente na terça-feira (14), quando Lula se encontrou com Jean Paul Prates para avisá-lo de que precisaria do cargo.

A troca ainda precisa ser validada pelo Conselho Administrativo da Petrobras. A estatal publicou um comunicado aos investidores oficializando o encerramento antecipado do mandato de Prates e a indicação de Magda para o cargo.

A saída de Prates da estatal já era esperada. Antes de a demissão ser confirmada, outros nomes chegaram a ser cotados, como o do atual presidente do BNDES, Aloizio Mercadante.

No caso de Mercadante, ele chegou a conversar com Lula sobre o assunto. Dias depois, veio a público uma informação de que o presidente do BNDES teria se encontrado com Prates e afirmado que havia sido sondado para a estatal. O vazamento deixou Lula incomodado e levou o presidente a engavetar a ideia de convidar Mercadante.

Já o nome de Magda havia aparecido durante a transição do governo, em 2022, quando ela integrou a equipe de Minas e Energia. O fato de ela ser funcionária de carreira, com experiência de mais de 20 anos na Petrobras, pesou.

Durante a conversa com Magda em abril, Lula citou investimentos da estatal e falou sobre o plano de transição energética. Os dois também debateram formas de fazer com que a empresa continue crescendo.

Aliás, um dos pontos que pesou para a saída de Jean Paul Prates foi a avaliação de que ele deixou a desejar no que diz respeito aos investimentos da companhia, especificamente na indústria naval, por exemplo.

A ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente da Petrobras Sergio Gabrielli foram consultados por Lula sobre a indicação de Magda. A engenheira, inclusive, foi diretora-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP) durante o governo Dilma.

LEIA TAMBÉM:

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS