REDES SOCIAIS

29°C

‘Especulação’ diz Bolsonaro sobre pedido de ajuda a Biden para se reeleger

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (13) que se trata de “especulação” a informação de que ele teria pedido ajuda ao presidente dos EUA, Joe Biden, para conseguir a reeleição em outubro.

A agência “Bloomberg”, que atribuiu as informações a ?pessoas familiarizadas com o assunto? não identificadas, afirmou que o pedido foi feito durante o encontro entre os dois presidentes durante a Cúpula das Américas, realizado na semana passada em Los Angeles.

Segundo a agência, Bolsonaro disse a Biden que os planos do pré-candidato do PT à presidência e líder nas pesquisas, o ex-presidente Lula, vão contra os interesses dos norte-americanos.

?Não existe isso aí?, afirmou Bolsonaro em entrevista à Rádio CBN Recife. ?O que eu conversei com o Biden não sai de mim e não sai do Carlos França. Assim como o que conversei com o Putin em fevereiro deste ano quando fui lá tratar entre outras coisas de fertilizantes, fica entre nós. É especulação. Conversamos sobre vários assuntos?, disse.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Bolsonaro explicou que teve dois encontros com Biden, uma reunião ampliada com cerca de 20 pessoas e outra privada, com a presença de embaixadores e intérpretes.

?O que nós tratamos ali é reservado. cada um pode falar o que bem entender. Agora não cita a fonte, ?segundo tal pessoa??, destacou o presidente.

Ainda de acordo com a “Bloomberg”, uma das fontes consultadas relatou que, diante do pedido de ajuda de Bolsonaro, Biden mudou de assunto.

Biden e Bolsonaro

Foi a primeira reunião bilateral entre os dois presidentes. Biden assumiu o governo dos EUA em janeiro de 2021, após derrotar o então presidente Donald Trump.

Bolsonaro é aliado de Trump e deu apoio público ao adversário de Biden durante as eleições norte-americanas de 2020. Depois, apoiou a tese de que a derrota de Trump se deveu a fraude.

No Brasil, Bolsonaro tem feito ataques às urnas eletrônicas e a membros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que vai conduzir as eleições de outubro. O presidente também tem colocado em dúvida a segurança das eleições.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS