REDES SOCIAIS

35°C

Ex-assessor de Trump é condenado a 4 meses de prisão por desacato ao Congresso

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Peter Navarro, ex-assessor comercial do ex-presidente norte-americano Donald Trump, foi condenado nesta quinta-feira (25) a quatro meses de prisão por desacato ao Congresso após se recusar a cooperar com a investigação sobre o ataque de 6 de janeiro de 2021 contra o prédio do Congresso dos Estados Unidos, conhecido como Capitólio.

Promotores federais pediram que o juiz federal Amit Mehta aplicasse uma sentença de seis meses a Navarro, argumentando que ele priorizou sua lealdade a Trump em detrimento ao Estado de direito.

Os advogados de Navarro estão pedindo liberdade condicional, dizendo que o ex-assessor da Casa Branca acreditava que não precisava cooperar com o Congresso porque achou que Trump havia invocado a doutrina legal do privilégio executivo, que protege alguns registros e comunicações presidenciais de serem divulgados.  

Navarro foi condenado em setembro em duas acusações de desacato ao Congresso por desafiar uma intimação para entregar documentos e prestar depoimento a um painel da Câmara liderado pelos democratas. 

?Eles me levaram a acreditar que privilégio havia sido invocado e que eles o aceitaram?, disse Navarro, nesta quinta-feira, ao comitê da Casa.

O comitê investigou o ataque de 6 de janeiro por apoiadores de Trump e tentativas mais amplas do ex-presidente de reverter sua derrota eleitoral de 2020 para o democrata Joe Biden. 

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS