REDES SOCIAIS

35°C

Fávaro fala em “seca sem precedentes” e medidas para que produtores “durmam com tranquilidade”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

CARLOS FÁVARO.jpg

 

O ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro (PSD), disse, durante inauguração de residencial em Sinop (479 km de Cuiabá) na sexta-feira (26), que medidas serão tomadas pelo Governo Federal, em especial para Mato Grosso, evitando prejuízos ainda maiores aos produtores, já afetados pelos impactos climáticos.

“Conversei com o presidente Lula nesta semana, marcamos que eu possa levar a ele o cenário de como está a agropecuária brasileira, em especial o Centro-Oeste e aqui no Mato Grosso uma seca sem precedentes, nunca tivemos uma como essa, que quebrou muito a safra aliada aos preços de commodities muito achatados”, comentou.

Fávaro disse que medidas serão tomadas antes da inadimplência de produtores. “Expliquei um pouco desse cenário ao presidente, ele me pediu para levar algumas propostas para que a gente possa com a experiência adquirida, lá de 2008, onde ele precisou editar uma medida provisória que resolveu a vida dos produtores que tinham endividamentos, de R$ 87 bilhões, a gente possa agir com essa experiência previamente antes de inadimplência, que comece uma onda de recuperações judiciais, a gente possa tomar medidas de estar ao lado dos produtores com linhas de créditos, prorrogações de parcelas de investimentos”.

O ministro confirmou que se reunirá com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para avaliar linhas de créditos para auxiliar os produtores. “Mostrar e ver o que podemos fazer de linhas de créditos para que os produtores que sofreram com essa seca durmam com tranquilidade, termina a colheita, o que ele não conseguiu saudar, o governo vai estar ao seu lado com políticas públicas para que ele possa ter tranquilidade, repactuar e voltar, cumprir sua função, gerar emprego e felicidade para população mato-grossense”, concluiu.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS