REDES SOCIAIS

19°C

Funcionária do ministério da Defesa da Rússia é encontrada morta em São Petersburgo

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Na quarta-feira (15), a chefe do departamento de apoio financeiro do Distrito Militar Ocidental do Ministério da Defesa da Rússia, Marina Yankina, 58, foi encontrada morta perto de um edifício em São Petersburgo. A funcionária tinha papel importante no governo de Vladimir Putin, principalmente quanto à guerra na Ucrânia.

Informações preliminares divulgadas pelo governo russo sugerem que Yankina cometeu suicídio. Seus pertences pessoais e documentos foram encontrados em uma sacada do prédio.

O Mash, canal russo de notícias no Telegram, relatou que Yankina ligou para o ex-marido e conto o que ia fazer, onde deixaria suas coisas, e também pediu para chamar a polícia. Nenhum motivo oficial foi divulgado, mas o Mash relatou que ela lutava com problemas de saúde.

As autoridades russas disseram estar investigando o caso.

Duas mortes em dois dias

Dois dias antes, na segunda-feira (13), outro funcionário do governo de Vladimir Putin foi descoberto morto em sua casa. O major-general Vladimir Makarov, 72, ajudou a supervisionar a repressão da Rússia aos ativistas da oposição.

O Baza, canal de notícias no Telegram que acredita-se ter ligações com serviços de segurança russos, citou fontes anônimas dizendo que Makarov teria supostamente atirado em si mesmo com um rifle em sua casa, em Moscou. O canal reportou que o major-general entrou em depressão após ser demitido pelo governo de Putin, em janeiro.

Nos últimos meses, tal como Yankina e Makarov, vários magnatas e autoridades de alto escalão da Rússia morreram em circunstâncias misteriosas.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS