REDES SOCIAIS

16°C

Governo seleciona propostas para construir 187,5 mil novas unidades do Minha Casa, Minha Vida

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O governo federal anunciou nesta quarta-feira (22) a primeira seleção de propostas para construção de unidades habitacionais conforme as regras da nova versão do programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

O governo decidiu construir 187,5 mil novas unidades habitacionais para famílias da Faixa 1, com renda de até dois salários-mínimos.

A escolha das propostas pelo Ministério das Cidades foi oficializada em uma cerimônia no Palácio do Planalto com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O governo informou que as unidades estarão em mais de 1,2 mil empreendimentos, em 560 municípios.

Serão 184 mil unidades para famílias que estão em cadastros habitacionais. Outras 3 mil unidades ficarão com famílias que perderam único imóvel por emergência ou estado de calamidade pública, ou pela realização de obras públicas federais em cinco estados:

  • Acre
  • Amazonas
  • Pernambuco
  • Rio Grande do Sul
  • São Paulo

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Bibliotecas e salas de leitura

O governo informou que a seleção levou em conta novos critérios do programa, entre os quais, a proximidade da obra de centros urbanos e melhorias nos imóveis, como presença de varandas e salas para biblioteca.

O Ministério das Cidades e a Academia Brasileira de Letras (ABL) assinaram no evento um protocolo de intenções para abastecer com livros bibliotecas e salas de leituras nos empreendimentos do MCMV.

A ABL foi representada por seu presidente, o jornalista Merval Pereira, colunista da GloboNews e do jornal “O Globo”.

O protocolo assinado permitirá formar um acervo de livros por meio de doações recebidas pela ABL e de outros parceiros públicos e privados.

A instalação de bibliotecas e salas de leituras nos complexos do MCMV foi defendida desde o início do ano por Lula, que recriou o programa que havia sido substituído na gestão de Jair Bolsonaro (PL).

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS