REDES SOCIAIS

18°C

Guedes cobra de governadores ‘botar a mão no bolso’: ‘Passaram 3 anos recebendo dinheiro nosso’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O ministro da Economia, Paulo Guedes, cobrou governadores nesta quinta-feira (9) a abrir mão de arrecadação, a “botar a mão no bolso” e a “darem uma contribuição para o Brasil”.

Paulo Guedes deu a declaração ao discursar ao lado do presidente Jair Bolsonaro, de forma virtual ? o ministro em Brasília e o presidente em Los Angeles (EUA) ?, em um evento organizado pelo setor de supermercados.

No evento, Bolsonaro fez um “apelo” e voltou a pedir ao setor que reduza os lucros para que haja a redução dos preços dos produtos da cesta básica.

O mediador do evento, João Galassi, da Associação Brasileira de Supermercado, então, se dirigiu ao presidente e disse ter se reunido com Guedes para pedir que a União compense os estados a fim de permitir que os governadores possam zerar os impostos sobre a cesta básica.

“A grande verdade é que os estados receberam quase meio trilhão de recursos do governo federal durante o combate, a guerra ao vírus”, declarou Guedes no evento.

Segundo Guedes, o governo federal “transferiu” aos estados R$ 70 bilhões relativos à Lei Khandir; R$ 20 bilhões relativos à chamada cessão onerosa; R$ 150 bilhões de recursos livres, transferências e rolagem de dívida e de juros.

“Estamos transferindo recursos o tempo inteiro para estados e municípios. Está na hora de os governadores darem uma contribuição para o Brasil. Está na hora de ajudarem o Brasil. […] Eles passaram três anos recebendo dinheiro nosso. Dezenas de bilhões, centenas de bilhões”, acrescentou.

O ministro da Economia, então, disse que está na hora de os governadores “pôr mão no bolso”.

“O presidente está fazendo esse sacrifício do governo federal para baixar os impostos e repassar para os 200 milhões de brasileiros. Enquanto isso, tem alguns governadores que não querem compartilhar esse aumento de arrecadação com a população brasileira. […] É um momento de guerra, o Brasil tem que estar unido, tínhamos todos que contribuir um pouco e é a primeira vez que os estados vão botar a mão no bolso. Até hoje, eles só receberam. Não deram nada. Está na hora de botar a mão no bolso e ajudar o Brasil”, afirmou.

Guedes também questionou se os governadores podem ajudar o Brasil, abrindo mão de parte da arrecadação.

“Será que eles não podem ajudar o Brasil um pouco? Será que eles não podem ceder dos R$ 180 bilhões em caixa que eles têm hoje? Será que eles não podem emprestar um terço? Não podem adiantar um terço? Ninguém está tirando dinheiro deles. Na verdade, é o aumento de arrecadação, eles estão tendo um aumento de arrecadação brutal. Nós estamos pedindo que, em vez de ficar com esse dinheiro todo para eles, em vez de ajudar só o funcionalismo deles, olha o sacrifício que o governo federal está passando”, acrescentou.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS