REDES SOCIAIS

30°C

Hamas diz que outro refém israelense mantido em Gaza está morto

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O grupo islâmico palestino Hamas afirmou neste sábado (11) que mais um dos reféns sequestrados durante o ataque de 7 de outubro em Israel morreu.

O Hamas divulgou um vídeo dizendo que Nadav Popplewell, que foi feito refém na comunidade israelense Kibbutz Nirim, morreu após ter sido ferido em um ataque de Israel a Gaza.

O exército israelense não fez nenhum comentário sobre o vídeo recente. Sobre as gravações anteriores, a força militar disse se tratar de terror psicológico, e negou algumas das acusações feitas anteriormente pelo Hamas de que reféns teriam sido mortos por ataques israelenses.

Mais cedo, no sábado, o Hamas publicou um vídeo sem data que mostrava refém de 51 anos em frente para uma parede branca, com um machucado em seu olho direito, e falando seu nome.

Horas depois, no segundo vídeo, foi dito que Popplewell morreu devido a ferimentos sofridos um mês antes em um ataque aéreo de Israel.

O Hamas afirmou que Popplewell, que também seria cidadão britânico, estava sendo mantido com uma refém mulher quando o lugar em que eles estavam foi atingido por um míssil israelense.

“Ele morreu porque não recebeu cuidado médico intensivo nas instalações médicas devido a destruição de hospitais em Gaza pelo inimigo”, declarou Abu Ubaida, porta-voz do braço armado do Hama.

{
“data”: {“app”:{“image”:”https://s2-g1.glbimg.com/c0F8CrvpkFQbVmFwmS0nA2zX-a0=/540×304/middle/smart/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2024/T/G/JijQSySj6BnN4QESyqnA/2024-05-06t194110z-1158660249-rc24l7ae45s4-rtrmadp-3-israel-palestinians-hamas-agreement.jpg”},”title”:”Israel ordena nova evacuau00e7u00e3o em Rafah; foru00e7as israelenses se preparam para expandir operau00e7u00f5es na Faixa de Gaza”,”type”:”editorial”,”url”:”https://g1.globo.com/mundo/noticia/2024/05/11/israel-ordena-nova-evacuacao-em-rafah-forcas-israelenses-se-preparam-para-expandir-operacoes-na-faixa-de-gaza.ghtml”,”web”:{“desktop”:”https://s2-g1.glbimg.com/VKOr4b7pcI74J_dkoEv1fCPAb_o=/320×200/middle/smart/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2024/T/G/JijQSySj6BnN4QESyqnA/2024-05-06t194110z-1158660249-rc24l7ae45s4-rtrmadp-3-israel-palestinians-hamas-agreement.jpg”,”image”:”https://s2-g1.glbimg.com/c0F8CrvpkFQbVmFwmS0nA2zX-a0=/540×304/middle/smart/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2024/T/G/JijQSySj6BnN4QESyqnA/2024-05-06t194110z-1158660249-rc24l7ae45s4-rtrmadp-3-israel-palestinians-hamas-agreement.jpg”,”mobileSizes”:{“L”:”https://s2-g1.glbimg.com/rBQGyp4AszzvtJQatn4e9BcWpsk=/414×468/middle/smart/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2024/T/G/JijQSySj6BnN4QESyqnA/2024-05-06t194110z-1158660249-rc24l7ae45s4-rtrmadp-3-israel-palestinians-hamas-agreement.jpg”,”LL”:”https://s2-g1.glbimg.com/aCH_xPMlif7BLmhU1UZS0EiHRvM=/480×543/middle/smart/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2024/T/G/JijQSySj6BnN4QESyqnA/2024-05-06t194110z-1158660249-rc24l7ae45s4-rtrmadp-3-israel-palestinians-hamas-agreement.jpg”,”M”:”https://s2-g1.glbimg.com/mMs0o83uBjdE4yA92O2HM-dhG6k=/375×424/middle/smart/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2024/T/G/JijQSySj6BnN4QESyqnA/2024-05-06t194110z-1158660249-rc24l7ae45s4-rtrmadp-3-israel-palestinians-hamas-agreement.jpg”,”S”:”https://s2-g1.glbimg.com/tlizqsmIeJaGPAzqQ_pwtvKsck8=/320×362/middle/smart/https://i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_59edd422c0c84a879bd37670ae4f538a/internal_photos/bs/2024/T/G/JijQSySj6BnN4QESyqnA/2024-05-06t194110z-1158660249-rc24l7ae45s4-rtrmadp-3-israel-palestinians-hamas-agreement.jpg”}}}
}

Das 252 pessoas sequestradas em 7 de outubro, 128 permanecem em Gaza, de acordo com Israel. Pelo menos 36 foram declarados mortos por um comitê forense israelense.

Israel diz que o objetivo de sua ofensiva em Gaza é assegurar a soltura dos reféns, e eliminar o Hamas, que governa a área desde 2007.

Popplewell, de acordo com o grupo de apoio a reféns, foi capturado com sua mãe na casa dela em Kibbutz Nirim. O irmão dele foi morto durante o ataque. A mãe foi libertada durante uma breve trégua em novembro.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS