REDES SOCIAIS

19°C

Ilan Goldfajn diz que relação do BID com futuro governo Lula será de ‘total harmonia’

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Eleito presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o economista brasileiro Ilan Goldfajn afirmou neste domingo (20) em entrevista à TV Globo e à GloboNews que a relação com o governo eleito será de “total harmonia”.

Ele foi perguntado sobre o fato de ter sido indicado para o comando do BID pelo atual ministro da Economia, Paulo Guedes, e por sua candidatura ter sido questionada por integrantes e ex-integrantes do governo de transição, como Gleisi Hoffmann (PT) e Guido Mantega, respectivamente.

“Eu acredito que a relação é uma relação de total harmonia”, respondeu em entrevista aos repórteres Raquel Krähenbühl e Daniel Silva Pinto.

“São pautas muito parecidas, vamos ter um trabalho conjunto que vai florescer e eu tenho certeza que vai ser muito útil para o Brasil a interação com o BID assim como do BID com todos os governos da América Latina e do Caribe”, completou.

O economista disse, ainda, que o Brasil tem um protagonismo regional e global e, ao levar a presidência do BID, assume esse protagonismo.

Goldfajn foi eleito presidente do BID neste domingo, após receber 80,1% dos votos na assembleia de governadores do banco multilateral. A instituição é uma das principais fontes de financiamento para o desenvolvimento econômico e social da América Latina e do Caribe.

Será a primeira vez que um candidato brasileiro vai comandar o banco. Goldfajn assume o cargo em 19 de dezembro, num mandato de cinco anos.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS