REDES SOCIAIS

33°C

‘Importante ferramenta de investigação’, diz diretor-geral da PF sobre delações premiadas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, defendeu a delação premiada como um “importante instrumento” de investigação e de busca de provas.

“O foro de discussão e de debates é o parlamento brasileiro. Temos o maior respeito e apreço pelo nosso parlamento. E, também, há participação da PF nessa discussão. Já ressaltei a importância desse instrumento [delação premiada]. Tenho certeza de que nossos congressistas terão sabedoria suficiente para não tirar essa ferramenta não só de proteção das pessoas que desejam colaborar e com isso se beneficiar, mas também uma importante ferramenta de investigação que temos”, disse em entrevista ao Estúdio i, da Globonews.

LEIA TAMBÉM:

A urgência permite que o texto seja votado diretamente em plenário, sem passar pelas comissões temáticas da Casa.

O projeto de lei, que ganhou urgência na pauta por iniciativa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), tem sido alvo de críticas por parte de investigadores e juristas. Segundo eles, a proposta representa um retrocesso significativo, pois poderia comprometer investigações futuras ao limitar uma ferramenta crucial para a obtenção de provas em casos complexos de corrupção e crime organizado.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes disse estar preocupado com a proposta.

“Estamos diante de um ataque direto a um dos principais mecanismos de combate à corrupção em nosso país”, afirmou o ministro.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS