REDES SOCIAIS

33°C

Incêndio florestal provoca retirada de seis mil pessoas nos EUA

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Um grande incêndio se espalhou neste domingo (24) na região do Parque Yosemite, na Califórnia.

Considerado “explosivo” pelas autoridades, o fogo destruiu veículos e pelo menos dez propriedades na região.

O incêndio foi identificado na sexta-feira (22) e já se espalhou em mais de 5.700 hectares. As autoridades informaram que o fogo avança sem controle por causa do calor e da baixa umidade.

A operação de combate às chamas envolve mais de 2 mil bombeiros e 17 helicópteros. Os profissionais trabalham para retirar moradores e proteger prédios ameaçados pelo avanço das chamas. Seis mil pessoas tiveram que deixar a região.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, declarou estado de emergência no condado de Mariposa no sábado (23) devido a “condições extremamente perigosas para a segurança de pessoas e propriedades”.

Aquecimento global

Evidências do aquecimento global podem ser vistas em outras partes do país. 85 milhões de americanos em mais de uma dúzia de estados receberam um alerta de calor extremo no fim de semana.

A crise levou o ex-vice-presidente Al Gore, ativista contra as mudanças climáticas, a criticar a “inação” dos legisladores americanos.

Questionado por jornalistas se o presidente norte-americano Joe Biden deveria declarar uma emergência climática, Gore respondeu que “a Mãe Natureza já declarou uma emergência global. E rapidamente irá piorar”.

Gore também disse que crises recentes, incluindo ondas mortais de calor na Europa, devem chamar a atenção dos membros do Congresso americano, que até agora se recusaram a agir sobre as mudanças climáticas.

“Acho que esses eventos extremos, que estão ficando piores e mais sérios, estão começando a mudar opiniões”, concluiu.

“Calor escaldante”

O centro e o nordeste dos Estados Unidos são as regiões mais afetadas pelas temperaturas extremas.

Temperaturas acima de 37ºC podem ser registradas nos próximos dias em partes do leste do Kansas e Oklahoma, sul do Missouri e norte do Arkansas.

O Serviço Nacional de Meteorologia informou que as temperaturas devem “subir constantemente nos próximos dias, levando a possíveis novos recordes”.

Muitas cidades foram forçadas a abrir postos de refrigeração e aumentar a proteção de comunidades em risco, como os sem-teto e aqueles sem acesso a ar-condicionado.

Uma emergência de calor está em vigor para cidades do Nordeste, incluindo Boston, Filadélfia e Washington.

Várias regiões do planeta foram atingidas por ondas de calor extremas nos últimos meses, como a Europa em julho e a Índia em março-abril, o que, segundo os cientistas, é um sinal inquestionável de um clima mais quente.

LEIA MAIS:

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS