REDES SOCIAIS

22°C

Inquérito no STF ameaça carreira no Exército de ajudante de ordens de Bolsonaro, avaliam militares

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Parlamentares que conversaram recentemente com militares graduados lotados no Ministério da Defesa identificaram uma preocupação: a investigação em curso do tenente-coronel Mauro Cesar Barbosa Cid.

Chefe dos ajudantes de ordem de Jair Bolsonaro, Cid entrou na mira do Supremo Tribunal Federal no inquérito que apura o vazamento ? pelo presidente ? de informações sigilosas do Tribunal Superior Eleitoral sobre urnas eletrônicas.

Segundo militares, essa investigação pode atrapalhar a carreira do coronel Mauro Cid e impedi-lo de alcançar a patente de general. Isso tem incomodado o próprio Bolsonaro.

Tanto que, no último dia 6, a própria Advocacia-Geral da União enviou ao ministro Alexandre de Moraes um pedido para que sejam interrompidas as investigações.

Além do caso da divulgação dos dados sigilosos do TSE, o ajudante de ordem também entrou na mira do Supremo por ajudar Bolsonaro na “live” em que o presidente tentou associar as vacinas contra a Covid à transmissão da Aids.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS