REDES SOCIAIS

23°C

Insensibilidade de Mendes e deputados provoca choro de pais nas galerias da AL

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Nem mesmo o apelo feito por pais e familiares de pessoas com deficiência nas galerias da Assembleia Legislativa foi suficiente para que deputados colocassem fim a (mais uma) medida de insensibilidade da gestão Mauro Mendes (União Brasil).

Com placar empatado em 12 a 12, os parlamentares mantiveram o veto do Governo ao projeto de lei que permitia a redução de 50% da carga de trabalho dos servidores com dependentes com deficiência.

Ao final da votação, mães que estavam acompanhando a sessão classificaram o resultado como “desumano” e foram às lágrimas por conta do resultado.

O pleito pela redução ocorre já que esses pais precisam ficar a maior parte do tempo ao lado de seus dependentes, além de ter que acompanha-los a uma serie de consultas médicas ou atividades que possam melhorar a condição de vida dessas pessoas.

Após a polêmica, o governador anunciou um decreto com a fixação do regime de teletrabalho aos servidores do Estado que possuam filhos, cônjuges ou dependentes com deficiências. Entre os pais, no entanto, há um receio de que o decreto não seja cumprido em sua integralidade.

GESP NEWS

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS