REDES SOCIAIS

22°C

Jayme diz que Mendes deve colocar candidatos ao Senado ?no mesmo palanque?; Blairo concorda em ?afagar? aliados

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O senador Jayme Campos (UB), experiente político que é, deu uma ideia interessante para o governador Mauro Mendes (UB), em relação aos pré-candidatos ao Senado Federal que integram a base governista. Para o velho cacique, no afã de evitar um racha no grande grupo que compõe a base governista e, ao mesmo tempo, fortalecer seu projeto de reeleição – se isso se confirmar – Mauro deveria colocar todos: Wellington Fagundes (PL), Neri Geller (PP) e Natasha Slhessarenko (PSB) no mesmo palanque na campanha de 2022.

A tese também é defendida pelo ex-governador Blairo Maggi (PP), que afirmou que a “neutralidade” na disputa à senatoria seria o melhor caminho para a reeleição do chefe do Paiaguás.

“Eu, particularmente, defendo essa tese, e expus o ponto de vista de que, se os possíveis candidatos quiserem participar do palanque do governador Mauro Mendes, apoiando-o na reeleição, não tem nenhum impeditivo legal”, disse o senador durante evento no Ginásio Fiotão, em Várzea Grande, na noite desta segunda-feira (09).

Apesar de Natasha ser filiada a um partido do arco de aliança de Mauro, a disputa pelo apoio do governador, na corrida pelo Senado, está polarizada entre Wellington e Geller.

Jayme, contudo, acredita que o palanque do governador tem espaço para todas as candidaturas.

“Agora, é evidente que há uma discussão ainda, uma conversa. O mais importante é que é uma conversa respeitosa. O governador tem uma simpatia tanto pelo Geller, quanto pelo Wellington”, completou Jayme Campos, deixando Natasha fora da sua fala nesse momento.

A versão de Jayme também é defendida por Blairo Maggi. O ex-senador afirmou que não há nenhum impedimento por parte da legislação para que esse “junta-junta” seja feito. Ele ainda contou que, caso a conjectura seja confirmada, a campanha de reeleição de Mendes ganhará mais força.

“Eu tenho defendido que o Mauro está montando um palanque para facilitar a reeleição dele. Se de um lado tem o Partido Progressista e outros partidos que querem ter o Neri, ele pode dar espaço no palanque dele para o Neri, coligado ou não. O importante para ele, Mauro, é que todos subam no mesmo palanque, que não haja corrente contra. Eu não vejo impedimento legal disso”, opinou Blairo recentemente à imprensa.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS