REDES SOCIAIS

33°C

Jayme lamenta e diz ter tentado de tudo para manter grupo unido

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

O senador Jayme Campos (União) lamentou o distanciamento do deputado federal Neri Geller (PP) e do senador Carlos Fávaro (PSD) da base aliada do governador Mauro Mendes (União) e enfatizou que a legenda tentou de tudo para “manter o grupo unido”.

A declaração foi feita ao mencionar os comentários feitos por Fávaro, onde havia dito que o chefe do Executivo teria os jogados “para escanteio”. Jayme ainda chegou a mencionar que na última semana, a sigla marcou uma reunião com os pré-candidatos ao Senado para discutir a possibilidade de um palanque aberto.

“Ninguém quer perder um companheiro, na política a gente soma para dentro, ninguém aqui é criança. Todas as possibilidades possíveis nós tentamos para tentar manter o grupo unido. Na semana passada eu estive com ele em Várzea Grande e perguntei se ele toparia levar a proposta de palanque aberto na reunião do União Brasil que nós fizemos com lideranças do partido, e ele disse que estava tudo certo. Quando eu cheguei na reunião, somente Wellington e Natasha estavam presentes e ele não”, lembrou Jayme.

A proposta de palanque aberto foi feita por Neri na última quinta-feira (7). No entanto, ele foi o único que não participou do encontro.

O senador ainda explicou que após a ausência do progressista, dois dias depois ele já estava negociando com a Federação Brasil da Esperança, composta pelos partidos PT, PV e PCdoB. Além de lamentar a

“Não demorou nem dois dias e já estava o sr. Neri fazendo tratativas com outros partidos. Não fomos nós que expulsamos ele, ele é um belo companheiro, ninguém queria perder ele nem o Fávaro, mas foram escolhas pessoais de cada um”, disse.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS