REDES SOCIAIS

30°C

Lei garante semana para conscientização sobre a esquizofrenia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

Neste mês de maio, a Lei de n.º 11.917/2022 será aplicada pela primeira vez, no estado de Mato Grosso, com o propósito de promover a Semana de Conscientização sobre Esquizofrenia que é um dos principais transtornos mentais que acomete 1% da população em idade jovem, entre os 15 e os 35 anos de idade. A iniciativa é do deputado estadual Thiago Silva (MDB), autor da proposta, que avalia a importância de disseminar a informação e combater o preconceito no campo social.

Ele explica que por ter vivenciado de perto com esse tipo de diagnóstico na família, percebeu que havia uma carência no Estado em debater e esclarecer sobre o transtorno mental que interfere na qualidade de vida da população e que necessita de uma assistência social, psicológica e médica. “É uma doença cercada de estigmas, tabus e muito preconceito e envolve toda a família. É preciso muita informação e apoio para lidar da melhor maneira possível com a doença. Sei da importância da divulgação de informações que ajudem a família e o paciente”, diz.

De acordo com a Lei, a data definida para a realização das ações é a semana do dia 24 de maio de cada ano, onde todos os estabelecimentos educacionais – públicos e privados – instituirão no calendário escolar para difundir informações e esclarecimentos acerca da esquizofrenia que não tem cura, mas com o tratamento adequado a pessoa pode se recuperar e voltar a viver uma vida normal.

Thiago Silva também é autor da Lei n.º 11.377/2021 que cria a Rede de Atenção às Pessoas com Esquizofrenia para que o Estado preste atendimento especializado às pessoas de baixa renda que precisam de apoio do poder público na área de saúde mental. “Este é um dos temas que levantamos a bandeira na Assembleia Legislativa por se tratar de algo aparentemente invisível na sociedade e que tem causado muita angústia nas famílias”, posiciona.

Transtorno – A esquizofrenia caracteriza-se por uma grave desestruturação psíquica, em que a pessoa perde a capacidade de integrar suas emoções e sentimentos com seus pensamentos, podendo apresentar crenças irreais (delírios), percepções falsas do ambiente (alucinações) e comportamentos que revelam a perda do juízo crítico. A doença produz também dificuldades sociais, como as relacionadas ao trabalho e relacionamento, com a interrupção das atividades produtivas da pessoa.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS