REDES SOCIAIS

19°C

?Lula combate armas legais e ignora faccionados?, critica Assis

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

Através de suas redes sociais, o deputado federal Coronel Assis (UB-MT) lamentou  o falecimento da menina Ágata Tauane da Silva Soares (3), morta no domingo (19) após ser utilizada como ‘escudo humano’ em uma disputa de facções em Barra do Bugres (176 Km de Cuiabá). Além disso, criticou a postura do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em relação à política de acesso a armamentos.

Em sua postagem, o parlamentar citou o caso da menina, afirmando que o atual governo prefere desarmar o cidadão comum e fazer “vista grossa” para todas as armas ilegais em posse do crime organizado.

“Tudo isso acontece enquanto estamos vivendo uma verdadeira cruzada contra o armamento civil no Brasil. Mas o atual Governo Federal só se empenha em combater as armas legais, enquanto os faccionados com seus arsenais ilegais continuam promovendo cenas de terror como a que aconteceu em Barra do Bugres”, disse na postagem.

Conforme o deputado, a atitude de lula mostra uma postura omissa em sua forma de governar, enfatizando que, para o presidente, “é mais fácil e cômodo ter uma postura de perseguição e revanchismo com quem cumpre a lei, e não contra aqueles que cometem o crime”.

Assis reiterou ainda seu compromisso na luta pela criação de leis mais rígidas para garantir, dentro do Congresso Nacional, a punibilidade de criminosos e faccionados.

“A sociedade não aguenta mais conviver com essas notícias, muito menos com a impunidade aos bandidos. Eu entrei nessa luta com a convicção de que precisamos melhorar nosso país, e uma forma de garantir isso é fazendo com que criminosos paguem suas devidas penas sob o rigor da lei”, concluiu.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS