REDES SOCIAIS

19°C

Lula desembarca em SP para visitar áreas afetadas por fortes chuvas no Litoral Norte

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desembarcou por volta das 10h15 desta segunda-feira (20) na Base Aérea de São José dos Campos (SP). Do local, Lula partiu em um helicóptero do Exército com destino à cidade de São Sebastião, no Litoral Norte, onde visita áreas afetadas pelas fortes chuvas deste fim de semana.

Lula embarcou para SP por volta das 8h na Base Aérea de Salvador (BA). O petista estava desde a última sexta-feira (17) no litoral da Bahia, onde passava o feriado de Carnaval.

Neste domingo (19), em uma rede social, ele informou que viajaria a São Paulo para acompanhar os trabalhos de enfrentamento à tragédia provocada pelo temporal deste fim de semana. Pelo menos, 35 pessoas morreram em São Sebastião e uma em Ubatuba.

Segundo informou a Defesa Civil, o volume de chuva nas últimas 24 horas superou o esperado para todo o mês de fevereiro em três das quatro cidades do Litoral Norte (São Sebastião, Ilhabela, Caraguatatuba e Ubatuba).

Ações emergenciais

Conforme a agenda presidencial, às 12h, em São Sebastião, o petista faz uma declaração à imprensa e anúncios de ações emergenciais para a população atingida.

Pelo menos quatro ministros acompanham Lula na visita ao litoral paulista. Entre eles, os titulares dos Transportes, Renan Filho; e da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Paulo Pimenta.

Em entrevista à GloboNews, Paulo Pimenta afirmou que é necessário aprimorar o sistema de alertas sobre ocorrência de temporais.

“Eu fiz questão de buscar todas as informações sobre todos os anúncios, todos os alertas de prevenção que foram feitos desde a semana passada. Foram 120 alertas. Conversei aqui com o chefe da Defesa Civil, me relatou, passo a passo, todos os informes, todos os alertas. […] Acionamos e pedimos todo o empenho do governo de estado, das prefeituras, dos órgãos federais, para que esse alerta fosse dado. Temos sempre que aprimorar esses mecanismos”, afirmou o chefe da Secom.


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

O governo federal já anunciou o envio de agentes da Defesa Civil Nacional para ajudar na assistência das vítimas e no apoio às áreas afetadas.

Além disso, reconheceu a situação de calamidade na cidade de São Sebastião, medida que facilita o envio de verbas e suporte federais para o local.

O ministros dos Portos e Aeroportos, Márcio França, informou neste domingo que vai liberar R$ 2 milhões para ações em cidade atingidas por temporais em São Paulo. Os recursos, segundo o ministro, sairão da Autoridade Portuária de Santos, a administradora do Porto de Santos, uma estatal federal

Lula disse que conversou por telefone com o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e com o prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB).


window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Transportes

Nesta segunda-feira, o Ministério dos Transportes divulgou nota na qual afirma que o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está atuando 24 horas por dia na manutenção preventiva de pontes e rodovias.

A pasta declarou também que atua em conjunto com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a Polícia Rodoviária Federal e a Defesa Civil para atender eventuais ocorrências no tráfego de veículos. “Não faltarão recursos materiais e financeiros”, diz a nota.

O Ministério dos Transportes pede ainda atenção a motoristas que transitam pelas rodovias da região e que eles comuniquem às autoridades eventuais sinais de risco.

Petrobras

Em uma rede social, o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, disse que a estatal está ajudando com maquinário e equipe para apoio às operações de socorro.

“O terminal de São Sebastião também está servindo de ponto de apoio à Polícia Militar, Defesa Civil e autoridades, que estão utilizando nosso heliponto enquanto for necessário”, afirmou Prates.

Veja, abaixo, as principais informações sobre a tragédia:

  • No Litoral Norte, morreram ao menos 36 pessoas, sendo 35 em São Sebastião e uma em Ubatuba, informaram as prefeituras.
  • Uma das vítimas é uma menina de 7 anos que, na madrugada deste domingo, teve a casa destruída por uma pedra de duas toneladas em Ubatuba. Em São Sebastião, uma mulher de 35 anos morreu depois que a casa dela foi atingida por uma árvore.
  • Em São Sebastião, uma criança de 2 anos foi resgatada após ter ficado horas sob os escombros. Também na cidade, as equipes resgataram uma mulher em trabalho de parto que estava isolada ? a mãe e o bebê ficaram bem.
  • Segundo o governo estadual, mais de 550 pessoas precisaram deixar suas casas no litoral. De acordo com registros oficiais, 228 pessoas ficaram desalojadas, e 338, desabrigadas.
  • O prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto (PSDB), afirmou neste domingo que 50 casas desabaram na cidade e disse: “Cena assustadora”.
  • O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), decretou estado de calamidade em Guarujá, Bertioga, São Sebastião, Caraguatatuba, Ilhabela e Ubatuba.
  • Helicópteros da PM enfrentaram dificuldades para resgatar vítimas devido ao tempo fechado. O Exército enviou aeronaves para ajudar nos trabalhos. A operação de buscas em São Sebastião e Ubatuba envolve mais de 100 bombeiros.
  • Em vários pontos do litoral paulista, houve registros de falta de água, luz e sinal de celular.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS