REDES SOCIAIS

19°C

Lula ouve economistas heterodoxos do governo Dilma; Mantega participa do jantar

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Lula (PT) se reuniu na última sexta-feira (30) o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, e com economistas para discutir a política econômica. Um jantar foi realizado na casa de Haddad, em São Paulo, e teve como convidados o ex-ministro da Fazenda nos mandatos anteriores de Lula Guido Mantega, o ex-secretário do Ministério da Fazenda Luiz Gonzaga Belluzzo e o fundador do Instituto Conhecimento Liberta (ICL), Eduardo Moreira.

A informação do encontro foi publicada pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, e confirmada pelo blog.

Segundo fontes disseram ao blog, Lula ouviu dos convidados que as recentes falas atacando o Banco Central podem impactar no câmbio e, como consequência, elevar a inflação e causar prejuízos à popularidade do governo.

Nesta terça-feira (3), o dólar fechou a R$ 5,66, em sua terceira alta seguida e maior patamar desde 10 de janeiro de 2022, quando custava R$ 5,67. Mais uma vez, investidores repercutiram críticas do presidente Lula ao BC, em especial as dirigidas à presidência da instituição.

Ontem, portanto após a reunião na casa de Haddad, Lula disse em entrevista à Rádio Sociedade, em Salvador (BA), que há um “jogo de interesse especulativo” contra o real e que o governo avalia medidas.

O presidente diz que a reação de alta da moeda americana após as críticas feitas por ele ao Banco Central e ao seu presidente, Roberto Campos Neto, “não tem explicação”.

Encontro em Brasília

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

Nesta quarta-feira, o ministro da Fazenda se reuniu fora da agenda com o presidente Lula no Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência. Segundo interlocutores do Ministério da Fazenda, a tendência é que o ministro Haddad passe o dia em reuniões internas e eventos no Palácio do Planalto.

A disparada do dólar é um dos assuntos que devem ser abordados no encontro.

A agenda oficial de Lula prevê dois eventos de lançamento do Plano Safra ? um pela manhã, para as linhas voltadas à agricultura familiar, e outro à tarde para o agronegócio.

Lula também convocou uma reunião no Planalto às 16h30 com a equipe econômica. Além de Haddad, foram chamados os ministros Rui Costa (Casa Civil), Simone Tebet (Planejamento e Orçamento), Esther Dweck (Gestão e Inovação).

Participam do encontro, ainda, o secretário-executivo de Haddad, Dario Durigan, e o secretário de Análise Governamental da Casa Civil, Bruno Moretti.

LEIA TAMBÉM:

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS