REDES SOCIAIS

34°C

Lula pede que Congresso retire de tramitação 4 projetos enviados por Bolsonaro

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enviou mensagens ao Congresso Nacional solicitando a retirada de tramitação de quatro projetos de lei que foram enviados durante o governo de Jair Bolsonaro. Os pedidos foram publicados em Diário Oficial nesta quinta-feira (6).

Entre os alvos de pedidos do governo federal de retirada de tramitação estão:

  • proposta que pode isentar militares de punição em operações de Garantia da Lei e da Ordem (GLO);
  • proposta que limita remoção de conteúdos na internet;
  • proposta que desobriga envio de recursos do pré-sal para o Fundo Social;
  • proposta que institui a Política Nacional de Longo Prazo.

O projeto que envolve as GLOs prevê mudança na classificação do que é legítima defesa de militares e agentes de segurança durante as operações.

Em tese, se a lei fosse a aprovada, os agentes de segurança poderiam ser isentos de punição ao cometer algo considerado proibido por lei, como matar.

No caso da proposta que limita remoção de conteúdos na internet, o projeto altera o Marco Civil da Internet e impede que as empresas controladoras de redes sociais excluam perfis ou tirem do ar conteúdos sem que haja uma “justa causa”.

A proposta que muda o Marco Civil da Internet foi alvo de críticas por setores da sociedade, que alertaram que a lei poderia dificultar o combate às fake news e a conteúdos de ódio.

Já em relação ao projeto que envolve o pré-sal, a proposta autoriza que União venda sua parcela do excedente do pré-sal.

Pela proposta, os recursos obtidos com cessão desses direitos não estariam mais vinculados ao Fundo Social. Este fundo destina verbas para a saúde, educação e outras áreas sociais.

Por último, a Política Nacional de Longo Prazo traz fundamentos e objetivos nacionais para garantir soberania nacional, desenvolvimento, redução de desigualdades, entre outros.

VÍDEOS: mais assistidos do g1

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS