REDES SOCIAIS

34°C

Lula presta solidariedade à primeira-ministra da Dinamarca atacada em Copenhague

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) publicou na noite deste sábado (8) no X (antigo Twitter) uma mensagem em solidariedade à primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, agredida e atacada na sexta-feira (7).

Segundo Lula, comportamentos criminosos não podem ser permitidos por “mera discordância política”. O presidente também afirmou que esses episódios não podem ser “regra no mundo”.

O ataque à primeira-ministra aconteceu na região central de Copenhague, capital da Dinamarca. O autor foi preso logo após o incidente.

window.PLAYER_AB_ENV = “prod”

“Quero expressar minha solidariedade à primeira-ministra da Dinamarca, Mette Frederiksen, que foi atacada em uma praça de Copenhague dias antes do pleito eleitoral do Parlamento europeu”, escreveu Lula.

“Não podemos permitir que comportamentos criminosos como este, que colocam em risco a vida das pessoas por mera discordância política, sejam a regra no mundo. Do Brasil, estendo minha solidariedade à Mette Frederiksen e todo povo dinamarquês”, completou o presidente.

Ainda não há informações oficiais sobre o estado de saúde de Mette Frederiksen.

Em nota, o gabinete dela confirmou o ataque em uma praça de Copenhague e informou que ela estava chocada com o ocorrido.

Segundo um barista que trabalha em um café na praça e testemunhou a agressão, a primeira-ministra parecia estar levemente abalada, deixou o local caminhando e, aparentemente, não ficou machucada.

Pelo X, a polícia confirmou que prendeu um homem e que investiga o incidente

Magnus Heunicke, ministro de Meio Ambiente da Dinamarca, afirmou que Mette estava abalada pelo ataque, o que é natural.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS