REDES SOCIAIS

23°C

Mauro admite crescimento da violência e culpa “leis frouxas”; “Bandido perdeu o medo da polícia?

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

 

MAURO MENDES.jpg

 

O governador Mauro Mendes (União) admitiu que a violência tem crescido em Mato Grosso e em todo o Brasil, apesar dos esforços e investimento nas forcas de segurança. Segundo ele, isso acontece porque a lei brasileira é “frouxa”, o que fez com que os bandidos “perdessem o medo da polícia”.

“Já falei muitas vezes sobre isso. As nossas leis são frouxas, as nossas leis não estão impondo respeito, mas os bandidos perderam o medo da polícia, o medo da justiça, e isso está levando a um Estado que, no médio prazo, pode trazer graves consequências para o nosso país”, afirmou em coletiva à imprensa nesta quarta-feira (24).

Um dos casos de grande repercussão essa semana foi o assassinato do sargento PM Djalma Aparecido da Silva, de 47 anos, executado por criminosos em Pedra Preta (244 Km de Cuiabá), com pelo menos 10 disparos de arma de fogo.

Além dele, foram sete assassinatos em apenas 4 dias na cidade de Rondonópolis, terceira maior do Estado.

Mauro lembrou os vários investimentos feitos na área da segurança, além do maior concurso público na história da pasta. Ainda assim, não foram o bastante para acabar com o crime. Em inúmeras ocasões, Mauro cobrou que o Congresso Nacional tome uma iniciativa.

“Aqui nós não escondemos números, porque só com a verdade você constrói as bases sólidas para tomar decisões corretas. Eu tenho pedido e insistido muito. Aquilo que depende do governador, do Governo do Estado de Mato Grosso, nós temos feito com muita tranquilidade. Nossa equipe de segurança pública está muito bem equipada, contratamos mais gente, estamos colocando eles agora esse ano na rua. Nós estamos fazendo investimento em tecnologia. Temos as melhores tecnologias disponíveis no Brasil, os melhores armamentos e temos grandes profissionais. Agora, existem leis equivocadas nesse país, leis frouxas!”, concluiu.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS