REDES SOCIAIS

35°C

Mauro diz que Reforma Tributária coloca o Brasil em “risco gigante”; É um instrumento político”

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

@media only screen and (max-width: 767px) {
.img-wrapper {
margin-bottom: 5px;
}

.content-title {
margin-bottom: 10px;
}
}

mauro mendes

 

Crítico da Reforma Tributária, aprovada no ano passado pelo Congresso Nacional, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (União Brasil), ressaltou que a reforma do sistema tributário trará impactos negativos na economia brasileira, em razão da desoneração completa de cadeia produtiva. Além disso, pontuou que a reforma se tornou um “instrumento político”. 

Durante participação do painel “Desafios dos Estados Brasileiros” no Latin America Investment Conference (Laic), nessa terça-feira (30), em São Paulo, Mauro pontuou que os reflexos serão observados apenas futuramente, principalmente para a máquina pública. Ele atribui a isenção de impostos para alguns setores é um desafio gigantesco.

“A isenção completa de impostos de alguns setores vai trazer grandes desafios para a máquina pública daqui a alguns anos. É um risco gigante, principalmente para a exportação de produtos primários. O Estado de Mato Grosso vai perder, mas eu acho que o Brasil como um todo vai perder com essa desoneração”, afirmou o governador Mauro Mendes.   

“A reforma foi cantada em versos e prosas ao longo de muitos anos, mas no final, foi elaborada muito mais com o objetivo de dizer que foi feita do que para ser algo estruturante e que pudesse realmente modificar a situação tributária no país”, enfatizou.   

O governador também criticou a longa transição estabelecida, questionando a eficácia de adiar as mudanças por uma década.

“É claro que era necessário fazer um regime de transição. Eu defendi isso, muitos defenderam. Entretanto, uma transição tão longa me parece muito mais uma postura para deixar para ver como as consequências práticas vão funcionar na economia brasileira somente em 2033”, disse.   

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS