REDES SOCIAIS

22°C

MDB adia convenção e deixa articulações para último dia

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

image

Carlos Bezerra (presidente) e Janaina Riva (vice-presidente) do MDB estadual

Em meio a racha no MDB, a sigla adiou nesta terça-feira (26) a data da convenção em Mato Grosso para o dia 5 de agosto. O dia em questão, é data limite que partidos possuem para anunciarem os nomes que irão disputar o pleito desse ano.

A motivação da mudança e o novo horário não foram confirmados. A convenção dos emedebistas estava marcada para essa quarta-feira (27) às 15h, no Hotel Delmond, em Cuiabá.

Nacionalmente, uma ala do MDB, que defende o apoio ao ex-presidente Lula (PT), procurou o ex-presidente Michel Temer na semana passada para auxiliar no adiamento da convenção. Sem sucesso, esse grupo tentou conseguir uma decisão judicial para tentar impedir o lançamento da senadora Simone Tebet como candidata da legenda na disputa presidencial.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin negou o pedido e o partido deve formalizar a candidatura da emedebista ainda nesta quarta-feira (27).

Em Mato Grosso, a deputada estadual e vice-presidente do MDB, Janaina Riva, enfatizou que a disputa desse ano está polarizada e deve se concentrar apenas nos nomes do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ex-presidente Lula (PT). Janaina já manifestou publicamente que irá apoiar o presidente Bolsonaro, que é correligionário de seu sogro, Wellington Fagundes, atual presidente do PL em Mato Grosso e pré-candidato ao Senado pela sigla.

A parlamentar ainda citou que a candidatura própria do MDB, com nome da senadora Simone Tebet, prejudica as candidaturas femininas do partido.Segundo Janaina, uma candidatura sem força para elegibilidade apenas consumirá todo fundo partidário de candidaturas proporcionais.

Fonte: Isso É Notícia

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS