REDES SOCIAIS

23°C

Mendes abandona obra, não cumpre promessa de campanha e quer culpar TCU por mortes

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Eleito com a promessa de que iria dar uma solução para a obra do VLT em um ano, o governador Mauro Mendes (União Brasil) não apenas fracassou em seu projeto, como demonstra – de forma reiterada – desrespeito diante de decisões que lhe desagradam.

À imprensa, dá demonstrações claras de que não dirigiu bem a decisão dada pelos ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) e que o impede de empurrar “goela abaixo” da população de Cuiabá e Várzea Grande a substituição do VLT pelo BRT.

Com as obras paralisadas há anos e já tendo consumido mais de R$ 1 bilhão dos cofres públicos, Mendes decidiu “responsabilizar” os ministros do TCU e até a prefeitura de Cuiabá por eventuais mortes na avenida da FEB, em Várzea Grande.

“Falei de novo com o ministro e reafirmei para ele o absurdo que é a decisão que ele tomou. Falei: ministro, pelo amor de Deus, estamos com gente morrendo lá na avenida da FEB. Daqui a pouco o senhor e a prefeitura de Cuiabá terão que ser responsabilizados porque parar uma obra né, qual o motivo?”.

A decisão que barrou a substituição de modais foi dada primeiramente pelo ministro Araldo Cedraz e, depois, avalizada pelo pleno, atendendo a um pedido da prefeitura de Cuiabá.

Mendes deveria centrar seus esforços em oferecer um transporte de qualidade à população ao invés de “fazer birra”, agir no desespero e de forma desrespeitosa com o ministro.

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS