REDES SOCIAIS

34°C

Ministério dos Direitos Humanos deve definir medidas para lidar com violência em escolas

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O Ministério dos Direitos Humanos e da Cidadania (MDHC) discutiu na quinta-feira (6) a criação de um protocolo para receber denúncias relacionadas a casos de violência em escola, como os ocorridos em São Paulo e em Blumenau nas últimas semanas.

Debatida em encontro interministerial que contou com a participação de representantes da Educação, da Justiça e do Esporte, entre outras pastas, a iniciativa buscará combater o ódio e a radicalização nos espaços escolares, tidos como um dos principais fatores a influenciar casos como os registrados recentemente.

Um canal específico para denúncias dentro do Disque 100, canal da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, também está entre as propostas.

O MDHC, que tem Silvio Almeida à frente, também planeja um projeto de cidadania e diálogo em meios digitais, para evitar promover a imagem de autores de ataques.

O ministério prevê, ainda, antecipar um relatório que trata especificamente da violência nas escolas.

Dois ataques com mortes em duas semanas

O Brasil registrou dois ataques a escolas que resultaram em mortes nas duas últimas semanas. Em 27 de março, um adolescente de 13 anos atacou professores e alunos na escola em que estudava, na zona oeste da capital paulista. Uma professora, Elisabete Tenreiro, de 71 anos, morreu.

Em 5 de abril, um homem de 25 anos invadiu uma creche em Blumenau (SC). Ele matou quatro crianças, com idades entre 4 e 7 anos, e feriu outras cinco.

Fonte G1 Brasília

VÍDEOS EM DESTAQUE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS